MENU

Israel

Rosh Hashanah: Ano Novo judeu marca o início dos ‘grandes dias sagrados’

O Ano Novo judeu começa ao pôr do sol na segunda-feira e continua até o pôr do sol na quarta-feira.

Fonte: Guiame, com informações do USA TODAY e Times of IsraelAtualizado: sexta-feira, 3 de setembro de 2021 13:17
Em Jerusalém, Moshe Silver toca o shofar em Rosh Hashanah. (Foto: Reprodução / Moshe Silver / Times of Israel)
Em Jerusalém, Moshe Silver toca o shofar em Rosh Hashanah. (Foto: Reprodução / Moshe Silver / Times of Israel)

O Rosh Hashanah, um dos feriados mais importantes para os judeus em todo o mundo, será celebrado nos dias 6 e 7 de setembro, marcando a chegada do ano de 5782.

O nome “Rosh Hashanah” é traduzido do hebraico para significar “o início do ano” e o feriado marca o início do ano novo judaico. Durante a celebração de dois dias, amigos judeus e colegas de trabalho podem tirar um tempo do trabalho para ir à sinagoga, comer alimentos como maçãs e mel ou fazer orações perto de um corpo de água.

De acordo com o rabino Mário Moreno, é tradicional em Rosh Hashaná que famílias e amigos se reúnam para refeições prolongadas que incluem alimentos especiais, como maçãs mergulhadas no mel. O mel é um símbolo do desejo de um doce ano novo. Na segunda noite de Rosh Hashaná, para simbolizar a novidade do ano, é comum comer uma fruta da estação recente, como a romã.

Colunista do Guiame, o rabino diz que na Bíblia, Rosh Hashaná é chamado Yom Zikaron Teruah. "É uma frase difícil de traduzir literalmente, mas Yom Zikaron significa dia da lembrança e teruah é uma palavra hebraica para ‘grito, explosão, grito de guerra ou alarme’. É marcado pela audição de toques repetidos do shofar”, explica.

A celebração do ano novo marca o início dos 10 “Dias de Temor”, uma época em que os judeus refletem e se arrependem antes do Yom Kippur.

Samira Mehta, diretora de estudos de graduação do programa de estudos judaicos da University of Colorado Boulder, explicou ao USA TODAY que o "Livro da Vida", que simboliza como os judeus serão julgados no próximo ano, "abre" em

Rosh Hashanah é “selado” em Yom Kippur.

“Rosh Hashanah meio que abre o período de intensa retrospecção que leva até aquele momento de expiação”, disse Mehta. “Mas também é um feriado alegre no qual as pessoas comemoram e esperam um ano novo doce, um Ano Novo mais feliz e enriquecedor.”

O rabino Charlie Schwartz, diretor sênior de educação judaica da Hillel International, chamou Rosh Hashanah de “um tempo de reflexão, redefinição e reavaliação”.

“É um momento para refletir e avaliar e pensar sobre o que você quer fazer de diferente e o que deseja alcançar no próximo ano”, disse Schwartz.

Rosh Hashanah 2021

As celebrações do feriado do Ano Novo judeu em 2021 ainda terão restrições devido a pandemia de coronavírus.

O Ministério da Saúde de Israel está considerando limitar reuniões familiares durante o feriado devido às ainda altas taxas de infecção por Covid-19 em todo o país, disse o diretor-geral do ministério Nachman Ash na noite de sábado.

As medidas estão sendo consideradas apesar das autoridades de saúde estarem cada vez mais otimistas de que Israel pode estar atingindo o pico da atual onda da pandemia - provocada pela variante Delta, altamente contagiosa, em meio a uma campanha crescente para administrar vacinas de reforço à população.

Também no sábado, Eran Segal, biólogo computacional do Instituto de Ciência Weizmann que assessora o governo sobre a política do Covid-19, disse ao Canal 12: “Acho que podemos dizer agora, ainda com cautela, que podemos estar nos aproximando de uma contenção disso. Precisamos de mais alguns dias para ter certeza.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições