Supremo Tribunal Federal proíbe Roberto Jefferson de falar sobre política

Fonte: Terra.comAtualizado: quinta-feira, 16 de outubro de 2014 14:53
Roberto Jefferson trabalha em um escritório de advocacia durante o dia
Roberto Jefferson trabalha em um escritório de advocacia durante o dia

O ex-deputado Roberto Jefferson está proibido de falar sobre política com a imprensa. A determinação é do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na decisão, Barroso determina que a Vara de Execuções Penais (VEP) do Rio de Janeiro advirta Jefferson “quanto à impossibilidade de realização, nos horários destinados ao cumprimento das tarefas laborais, de atividades estranhas àquelas previamente informadas pelo empregador”.

Na quarta-feira à noite, Roberto Barroso explicou que o tema política está vetado para o ex-parlamentar. “Sobre política, ele não pode dar entrevista”, salientou. No entendimento do ministro, alguém com direitos políticos cassados “não pode participar da vida política”. Caso Jefferson queira dar entrevistas sobre outro assunto, terá de pedir permissão ao juiz titular da VEP do Rio de Janeiro.

Conforme o ministro, a decisão foi motivada por uma entrevista de Jefferson ao jornal Folha de São Paulo, no dia 13 de outubro, no escritório de advocacia onde passou a trabalhar, após autorização judicial. Na entrevista, o ex-deputado diz que o escândalo envolvendo a Petrobras é o “epílogo do mensalão”. Condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, Jefferson cumpre pena de sete anos de prisão em regime semiaberto. 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame