Magno Malta testemunha no Senado que foi liberto das drogas: "Liberto e lavado pelo sangue de Jesus"

Falando sobre os malefícios do uso da maconha como droga, Malta testemunhou que já foi usuário e após deste e outros entorpecentes. Porém, após se libertar do vício, passou a trabalhar com a recuperação de dependentes químicos.

Fonte: guiame.com.brAtualizado: quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 17:32
Magno Malta testemunha no Senado que foi liberto das drogas: "Liberto e lavado pelo sangue de Jesus"
Magno Malta testemunha no Senado que foi liberto das drogas: "Liberto e lavado pelo sangue de Jesus"

Na última quarta-feira, 17/12, o senador Magno Malta (PR-ES) teve a oportunidade de se pronunciar no Plenário sobre a urgência de que a comercialização do Canabidiol seja regulamentada junto à Anvisa e o Ministério da Saúde.

Segundo ele, militantes pró-maconha estão usando a necessidade de famílias que enfrentam casos de doenças raras e precisam do óleo medicinal extraído da Cannabis Sativa (mesma planta que origina a maconha) para legalizar a comercialização da droga.

Falando sobre os malefícios do uso da maconha como droga, Malta testemunhou que já foi usuário e após deste e outros entorpecentes. Porém, após se libertar do vício, passou a trabalhar com a recuperação de dependentes químicos.

"Eu tenho conhecimento de causa, porque há 36 anos da minha vida tiro drogados das ruas, especificamente, gente que começou nessa vida fumando maconha. Aliás, sem nenhuma vergonha disso, digo orgulhoso que fui liberto, lavado no sangue de Jesus. Eu usei maconha e fui liberto aos 17 anos de idade", contou.

Clique no vídeo abaixo para conferir o pronunciamento:

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame