“Só Deus e nossos intercessores sabem o que passamos”, diz Michelle sobre André no STF

A primeira-dama do Brasil comemorou a aprovação de André Mendonça e afirmou que sua vitória também é a vitória do povo de Deus.

Fonte: Guiame, com informações de IstoéAtualizado: quinta-feira, 2 de dezembro de 2021 17:53
Nas redes sociais, a primeira-dama do Brasil comemorou a aprovação de André Mendonça. (Foto: Instagram/Michelle Bolsonaro).
Nas redes sociais, a primeira-dama do Brasil comemorou a aprovação de André Mendonça. (Foto: Instagram/Michelle Bolsonaro).

A primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, comemorou a aprovação de André Mendonça para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (1). Em post em sua conta do Instagram, Michelle afirmou que Mendonça é um escolhido de Deus e o encorajou em sua nova missão.

“Deus é justo e fiel, cumpriu o que prometeu. Deus faz da forma dele e ninguém pode impedir. Foi Deus quem te escolheu, meu irmão. Seja forte e corajoso”, escreveu a esposa do presidente Bolsonaro.

Michelle afirmou também que a vitória do ministro evangélico veio depois de muitas lutas. “Só Deus e nossos intercessores sabem o que passamos para chegar neste grande dia”, testemunhou. “Sua vitória também é a vitória do povo de Deus. Obrigada meu Deus por ouvir nossas oraçõe”. 

Na véspera (30) de sua sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, o presidente Bolsonaro ofereceu um jantar para André Mendonça no Palácio da Alvorada, com a presença de líderes cristãos, ministros e parlamentares.

De acordo com o jornal O Globo, ao final do evento, Michelle abraçou Mendonça emocionada em lágrimas, e os pastores oraram e cantaram o hino “Grandioso és Tu”.

Ministro evangélico no STF


Nas redes sociais, a primeira-dama do Brasil comemorou a aprovação de André Mendonça. (Foto: Instagram/Michelle Bolsonaro). 

André Mendonça foi aprovado para ocupar o cargo de ministro do STF nesta quarta-feira (1), por 47 votos a 32 — em votação secreta — pelo plenário do Senado. Antes de ir ao plenário, o nome de Mendonça já havia sido aprovado por 18 votos a 9, em sabatina que durou oito horas na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. 

Assim, o nome de André Mendonça, pastor presbiteriano, tornou-se o cumprimento de promessa feita pelo presidente Jair Bolsonaro aos evangélicos, de um representante na Suprema Corte. "Meu compromisso de levar ao Supremo um 'terrivelmente evangélico' foi concretizado no dia de hoje", escreveu Bolsonaro à noite em uma rede social.

Depois da votação no plenário, Mendonça agradeceu a senadores da Frente Parlamentar Evangélica e disse que a aprovação é "um salto para os evangélicos", que, segundo afirmou, passarão a ter um representante no Supremo Tribunal Federal.

"É um passo para um homem, mas, na história dos evangélicos do Brasil, é um salto. É um passo para o homem, um salto para os evangélicos. Responsabilidade muito grande. Uma nação, 40% dessa população hoje é representada no STF", declarou. Segundo ele, "o povo evangélico tem ajudado este país e quer continuar ajudando".



Siga-nos

Mais do Guiame