‘Marchando e orando’: Milhares se reúnem em evento contra o aborto nos EUA

49ª Marcha Anual pela Vida acontece enquanto pró-vidas expressam otimismo de que a Suprema Corte derrubará lei que admite aborto.

Fonte: Guiame, com informações do Christian HeadlinesAtualizado: segunda-feira, 24 de janeiro de 2022 12:29
Milhares de pessoas saem em defesa da vida nos EUA. (Foto: Reprodução / Instagram March For Life)
Milhares de pessoas saem em defesa da vida nos EUA. (Foto: Reprodução / Instagram March For Life)

A 49ª Marcha Anual pela Vida acontece em meio às discussões no Supremo Tribunal americano sobre o caso Dobbs v. Jackson Women's Health Organization, referente a uma lei do Mississippi que proíbe abortos após 15 semanas de gravidez.

Em um artigo de opinião da Fox News sobre o caso Dobbs, Carrie Severino, da Judicial Crisis Network, explicou que "o estatuto [do Mississippi] entra em conflito com os casos de controle de aborto do tribunal, Roe e Planned Parenthood v. um ônus indevido sobre o aborto antes da viabilidade."

Na quinta-feira (20), a evangelista Alveda C. King, sobrinha do Rev. Dr. Martin Luther King Jr., disse à Fox News Digital que a Palavra de Deus e a ciência concordam que "a vida humana começa no útero".

"Por 49 anos, a decisão falha de Roe v. Wade negou aos bebês pré-nascidos o direito à vida, à liberdade e à busca da felicidade", disse King.

"Vamos orar e trabalhar juntos pela vida e pela dignidade humana desde o ventre até o túmulo, independentemente da etnia ou outras condições socioeconômicas", acrescentou.

Marchando e orando

Pouco antes do evento de sexta-feira (21), Dave Kubal, presidente do grupo ministerial Intercessors for America (IFA), com sede na Virgínia, disse à Fox News Digital que 2022 "poderia ser o último março para a vida sob o peso esmagador de Roe v. Wade".

"Este pode ser o ano em que veremos todo o trabalho duro e sacrifícios feitos por tantos ao longo de tantas décadas se concretizarem. Acreditamos que este ano veremos uma cultura de vida restaurada nesta nação", afirmou.

Estudantes carregam cartazes pró-vida. (Foto: Reprodução / Instagram March For Life)

"Centenas de milhares estão se unindo pessoalmente, e muitos milhões estão se unindo em oração enquanto a Suprema Corte considera o histórico caso Dobbs", observou Kubal. "Também estamos vendo impulso no nível estadual, já que os estados estão afirmando seu direito de resolver esse problema por conta própria".

Ele também compartilhou que "os municípios locais estão aprovando decretos tornando suas comunidades cidades santuário para os nascituros ... Estamos marchando, estamos orando e crendo em milagres".

Michelle Beckham-Corbin, diretora do grupo de escoteiros American Heritage Girls (AHG), disse à Fox News Digital na quinta-feira: “As tropas AHG ganham o ‘Respect Life Patch’ ou ‘Pin’ quando participam de atividades focadas na vida, como a Marcha pela Vida anual em Washington, DC – ou prestando serviço a uma organização cujo propósito demonstre o desejo de respeitar a vida, como um centro de gravidez ou hospício”.

Outros defensores da vida expressaram seu apoio à marcha de sexta-feira nas mídias sociais.

"Por que marchamos? Marchamos pelo passado. Marchamos pelo presente. Marchamos pelo futuro. Para os nascidos, não nascidos e que nunca nascerão. Marchamos pela vida", escreveu Abby Johnson, uma ex- Planned Parenthood que se tornou defensora da vida.

Lila Rose, fundadora e presidente do grupo de defesa pró-vida Live Action, deveria falar no evento de sexta-feira, mas desistiu depois de contrair Covid-19. No entanto, ela escreveu no Twitter que espera que Roe v. Wade seja anulado antes de seu 50º aniversário no próximo ano.

"[Quarenta e nove] anos agora da atrocidade de Roe vs Wade. Não vai durar até 50. A justiça está chegando", Rose twittou.

A Marcha Pela Vida 2022 começou sexta-feira ao meio-dia. Os palestrantes do comício deste ano incluem o ator Kirk Cameron e a estrela de "Duck Dynasty" Lisa Robertson, entre outros.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições