Atleta cristã usará dinheiro do prêmio de sua medalha de ouro para realizar sonho da mãe

Tamyra Mensah-Stock ajudará mãe usando dinheiro do prêmio olímpico para comprar food truck.

Fonte: Guiame, com informações da PeopleAtualizado: terça-feira, 10 de agosto de 2021 12:38
Tamyra Mensak-Stock e sua mãe [à esquerda - Instagram]; na foto da equipe dos EUA um dia antes do início das Olimpíadas. (Foto: Getty Images)
Tamyra Mensak-Stock e sua mãe [à esquerda - Instagram]; na foto da equipe dos EUA um dia antes do início das Olimpíadas. (Foto: Getty Images)

A lutadora cristã Tamyra Mensah-Stock, da equipe dos EUA, se tornou a primeira mulher negra a ganhar uma medalha de ouro olímpica no wrestling pela América, derrotando a atleta da Nigéria Blessing Oborududu por 4 a 1.

“Todo mundo agora está vendo a grandeza que senti dentro de mim e que minha família e amigos sentiram que estava dentro de mim”, ela disse à People sobre o momento histórico.

Em uma de suas declarações sobre suas conquistas atléticas, ela respondeu: “É pela graça de Deus que posso até mover meus pés”.

“Eu apenas deixo nas mãos Dele, e oro para que toda a prática, que meus treinadores me colocaram, valha a pena. E sempre acontece”, acrescentou ela. “Eu fico melhor e melhor, e é tão estranho que não haja limite para o limite que eu posso fazer. E ... estou animado para ver ... o que tenho a seguir.”

Realizando sonho da mãe

Mensah-Stock é apenas a segunda mulher americana a ganhar o ouro na luta livre, relatou o Christian Post.

Parte dessa grandeza é compartilhar sua conquista com quem a ajudou a chegar lá, como sua mãe. Ela planeja usar os ganhos da medalha de ouro - US$ 37.500 para os atletas olímpicos americanos, pagos pelo Comitê Olímpico e Paraolímpico dos EUA - para comprar um food truck para sua mãe.

"Ela está sempre fazendo um trabalho árduo e a vejo lutando desde que meu pai morreu e não gosto de ver isso", diz Mensah-Stock, de 28 anos.

Seu pai morreu tragicamente em um acidente de carro enquanto Mensah-Stock estava no colégio. Ele estava voltando de uma de suas competições.

Ela diz agora que, se ele estivesse vivo para ver seu momento de medalha de ouro, ele teria sido o mais "barulhento" no estádio. "Ele era de longe meu maior fã", diz ela, acrescentando: "Ele ficaria em êxtase." A Atleta diz que é assim que sua mãe se sente.

Paixão pela cozinha

"Fiz uma promessa a ela e ela adora cozinhar", explica Mensah-Stock sobre os planos do food truck. “É apenas uma das paixões dela".

Ela revela que sua mãe tinha uma churrasqueira portátil para fazer e vender comida, a qual - embora Mensah-Stock reconheça sua paixão - ela admite "não é exatamente o melhor método".

"Então, que tal eu comprar um food truck para você estar onde quiser?", disse a atleta à mãe.  “[Minha mãe] ficou em êxtase. Ela disse, 'Sim, eu adoraria isso.' Isso foi há cinco anos. E eu continuo dizendo a ela: 'Apenas espere, mamãe, por favor, apenas espere.'"

Agora, a espera de cinco anos certamente deve valer a pena, e Mensah-Stock está pronta para ajudá-la a "tornar seu sonho realidade". E, a dupla já tem um nome em mente: "The Lady Bug". “Vai ser agradável. Vai ser legal. Vai ser divertido”, diz ela.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame