E se não acontecer como você imaginou?

Por mais que os nossos pensamentos sejam bons, corremos o risco de que as coisas aconteçam de forma diferente.

Fonte: Guiame, Maurício GuedesAtualizado: sexta-feira, 2 de julho de 2021 15:36
(Foto: Canva)
(Foto: Canva)

«Mas Naamã ficou indignado e saiu, dizendo: “Eu estava certo de que ele sairia para receber-me, invocaria em pé o nome do Senhor, o seu Deus, moveria a mão sobre o lugar afetado e me curaria da lepra.» 2 Reis 5:11 NVI

Quantas vezes já pronunciamos aquela frase tipo: não era como eu pensava! Não foi como eu imaginei! Eu esperava uma coisa e aconteceu outra?

Pois é, nem sempre as coisas acontecem do jeito que pensamos! Por mais que os nossos pensamentos sejam bons, corremos o risco de que as coisas aconteçam de forma diferente.

O que precisamos ter em atenção é como reagimos quando isso acontece? Qual a nossa postura quando nossos planos não se realizam igual ao que tínhamos na cabeça?

Dois textos que nos ajudam:

O general Naamã tinha tudo planejado em sua cabeça quando se dirigiu à casa do profeta Elizeu.

Ele havia criado um cenário em sua mente que passava pelo seguinte:

- Chegaria na casa do profeta

- O profeta sairia para recebê-lo

- O profeta ficaria em pé para invocar o nome do seu Deus

- Passaria a mão sobre o lugar que estava infetado com a lepra.

- Traria a cura

Não é interessante? Ele trazia na sua mente tudo como imaginava que iria acontecer. Na verdade, nada aconteceu como ele imaginava.

O que aconteceu?

- Ele não foi recebido pelo profeta

- Apenas recebeu as indicações para mergulhar no Rio Jordão sete vezes

Naamã ficou muito indignado, revoltado e estava a ponto de desistir, não fossem seus servos o convencerem a dar os mergulhos!

Nossa tendência é reclamar quando as coisas não acontecem como imaginamos. Estamos dispostos a fazer coisas difíceis por uma conquista, mas o importante é fazer o correto. É incrível como isso é verdade em nossos dias. Fazemos coisas incríveis quando queremos alcançar algum benefício. Mas a obediência é melhor do que sacrifício!

Os servos de Naamã o impediram de tomar uma decisão errada que o poria longe da bênção.

E se não acontecer como você imaginou? Aceite conselhos que o alinham com o propósito de Deus!

«Mas os seus servos lhe disseram: “Meu pai, se o profeta tivesse pedido alguma coisa difícil, o senhor não faria? Quanto mais quando ele apenas diz que se lave, e será purificado!”» 2 Reis 5:13 NVI

Nossa tendência é reclamar quando as coisas não acontecem como imaginamos. Estamos dispostos a fazer coisas difíceis por uma conquista, mas o importante é fazer o correto. É incrível como isso é verdade em nossos dias. Fazemos coisas incríveis quando queremos alcançar algum benefício. Mas a obediência é melhor do que sacrifício!

Os servos de Naamã o impediram de tomar uma decisão errada que o poria longe da bênção.

Naamã ficou completamente curado depois que cumpriu a indicação do profeta Eliseu. Se Deus falou não coloque obstáculos! Apenas obedeça e as coisas vão dar certo.

Existem coisas que são a lógica da batata. É só cumprir e estaremos diante da bênção. Mas nós dificultamos as coisas, preferimos questionar, racionalizar, colocar barreiras.

A solução pode estar no simples facto de obedecer.

Dois textos bíblicos que nos ajudam a lidar com o assunto:

Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor. “Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos; e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos.» Isaías 55:8-9 NVI

Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor.» Provérbios 19:21 NVI

Grande Abraço!

Por Maurício Guedes, presidente da Igreja Presbiteriana Renovada de Portugal, Pastor na cidade de Almada – Portugal. Autor dos livros: “Geração Autêntica”, “Que Ele Cresça e Que eu Diminua” e “O Evangelho Que Pregamos”.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Pertencer à família (igreja) e cuidar dela

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame