Tá ansioso?

A ansiedade nos leva a viver distraídos com o futuro, vivemos preocupados com coisas que nem aconteceram.

Fonte: Guiame, Mariana MendesAtualizado: terça-feira, 10 de novembro de 2020 15:57
(Foto: Helpguide)
(Foto: Helpguide)

Em 1 Pedro 5:7, lemos: “Entreguem-lhe todas as suas ansiedades, pois ele cuida de vocês.” Fácil de falar, de ler, mas nem sempre de colocar em prática. Mas antes de qualquer coisa, o que é ansiedade? No dicionário, os termos técnicos são: aflição, angústia, perturbação de espírito causada pela incerteza, relação com contexto de perigo e por aí vai.

Quando lemos que devemos entregar todas as nossas ansiedades, estamos falando de uma ação proposital e pensada. Quando entregamos algo a alguém, estamos intencionalmente concedendo algo a esta pessoa. Portanto, precisamos entregar todas essas ansiedades, de forma intencional, ao Pai, colocar tudo nas mãos de Deus. Você já usou a expressão: “tá nas suas mãos”? Se não usou, deve conhecer, dizemos isso quando deixamos algo pra que aquela pessoa decida, cuide, e tiramos nosso envolvimento da situação. É exatamente isso que precisamos fazer com nossas ansiedades: tirar nosso envolvimento, falar pra Deus: “tá nas suas mãos!”

Além de todos os termos técnicos que citei, os quais encontramos em dicionários sobre a definição de ansiedade, temos também o contexto ao qual a palavra grega se refere no original. A palavra grega para ansiedade vem de uma raiz que vai nos dar a noção de “distração”, acredito ser uma definição perfeita. A ansiedade nos leva a viver distraídos com o futuro, vivemos preocupados com coisas que nem aconteceram e muitas que não virão a acontecer. Paramos de aproveitar o agora, ignoramos o presente, as bençãos, as pessoas amadas, os milagres de cada dia, tudo porque estamos distraídos nos preocupando com algo que está longe.

Costumamos entrar em pânico quando percebemos que estamos perdendo o controle. Mas vou te contar uma coisa: nós nunca o tivemos. Não conseguimos controlar as coisas, os eventos, os imprevistos, nada... Aliás, conseguimos sim, controlar nossa reação diante de cada uma dessas coisas, temos a chance de escolher como vamos nos portar perante cada situação! A melhor escolha sempre é reconhecer que o controle está nas mãos do Pai! Que o melhor a se fazer também é entregar nossas ansiedades a ele! Não ficar passivo, estagnado e conformado, mas agir sabendo que ele está cuidando de tudo, sabendo que seu amor nunca falha, que descansar nele sempre será a melhor opção, sabendo que ele sempre tem o melhor para os que nele creem!

Portanto, entreguemos ao Pai todas as nossas ansiedades, nossas preocupações, aflições, angústias, tudo que nos distrai de viver um dia de cada vez, e tenhamos a certeza que ele cuida de nós com sua graça e seu amor infinitos.

Por Mariana Mendes, escritora e estudante de Letras. Trabalha com mídias sociais e fundou o canal EntreLinhas. Filha do Pai e filha de pastor. É apaixonada por ver a rotina com novos olhares.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Como deixar de ser inconstante?

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame