Orai pela paz em Israel

Descobri que ambos os povos - Árabe e Judeu - são colonos e vivem como vizinhos. Não querem a guerra.

Fonte: GuiameAtualizado: sexta-feira, 11 de julho de 2014 17:42
Orai pela paz em Israel
Orai pela paz em Israel

"Orai pela paz de Jerusalém. Gozem de prosperidade os que te amam". (‭Salmos‬ ‭122‬:‭6‬ )

Neste momento Israel está em guerra. Para quem vive em paz como nós, é difícil imaginar ou se colocar no lugar daquele povo que está debaixo de bombardeio.

Posso dizer que é muito pior do que imaginamos. Em 2006 eu estive lá e presenciei um pouco da guerra que na época era o Hezbollah (Líbano) contra Israel.

Todas as noites ouvíamos e víamos as bombas explodindo e passando sobre nossas cabeças. Conheci ambos os povos em guerra. Vi as mães que perderam seus filhos. Vi o muro da separação.

Descobri que ambos os povos - Árabe e Judeu - são colonos e vivem como vizinhos. Não querem a guerra.

Repito: Eles não querem a guerra.

Os Árabes são hospitaleiros e nos receberam com muito amor. Os judeus também o fizeram da mesma forma.

A Guerra vem de grupos políticos, com homens interesseiros, que não têm o espírito cristão genuíno.

Jesus Cristo é a única esperança de Paz no Oriente Médio.

Logo que chegamos em Israel vimos uma irmã sendo deportada, porque pregou o evangelho para uma pessoa. Foi deprimente ver aquilo.

Os 15 dias seguintes foram de tensão e temor - assim como é o clima que a guerra traz sobre qualquer nação.

Depois de 15 dias tivemos uma reunião com uma grande autoridade do governo israelense. Ele veio "amenizar" o fato de deportar uma missionária só porque ela entregou um folheto bíblico.

Quando ele terminou de falar, eu pedi a permissão da palavra, para explicar a razão de nossa fé: Jesus Cristo morreu e ressuscitou para fazer de nós um só povo.

Desse modo não existe diferença entre judeus e não judeus, entre escravos e pessoas livres, entre homens e mulheres: todos vocês são um só por estarem unidos com Cristo Jesus (Gl 3:28).

Depois que ele ouviu esta palavra, me abençoou e eu fiquei livre para ir a todos os territórios da Terra Santa, inclusive a região do conflito na época (no norte do país).

Deus nos deu a graça de conhecer a fronteira onde se encontram os soldados em conflito. Visitamos ambos os lados (norte de Israel e sul do Líbano).

Subimos o monte Hermont, onde está a fronteira entre os países então inimigos.

Lembramos do salmo 133, que fala do monte Hermont e diz: "ó quão bom e suave é que os irmãos vivam em união".

Visitamos e pregamos a mensagem do Jubileu naquela região, tanto para judeus como para os árabes.

Jubileu fala de Paz e justiça
O Jubileu é um decreto de Deus, fazendo justiça para todos os povos. Ele fala da volta de Jesus, quando Árabes e Judeus terão a Paz do Senhor e viverão felizes na terra prometida.

Preguei a mensagem traduzida em Árabe e Hebraico e eles a receberam, amaram a Palavra.

Tanto árabes como judeus que crêem em Jesus, ambos se amam e convivem muito bem juntos.

Estivemos vários dias hospedados pelo povo árabe cristão, que nos recebeu com muito amor. Povo maravilhoso!

O povo Árabe e outros povos que são chamados gentios também são inseridos na família de Deus, por meio de Cristo, tornando-se assim irmãos em nEle.

Todos os que aceitam a Jesus, tornam-se herdeiros da benção de Abraão.

Obs: Um dos maiores conflitos entre árabes e judeus é que ambos reivindicam que são descendentes do filho primogênito de Abraão. (Ismael, filho de Hagar nasceu primeiro, mas Isaque era o chamado "filho da promessa").

Quando ambos recebem Jesus como o Senhor, acaba o conflito, pois assim ambos são filhos de Deus e herdeiros das bênçãos de Abraão. Está é a mensagem do Apóstolo Paulo.

Depois que pregamos a palavra de Deus na região do conflito vários irmãos vieram chorando e pediram para que eu escrevesse um livro, falando sobre o Jubileu.

Lançamos o livro em hebraico e deixamos muitos outros exemplares para serem distribuídos também aos demais árabes daquela região.

Quando saímos daquele lugar, chorávamos muito. Aquele povo cativou nossos corações.

Deus nos deu paz em meio à guerra.

Deus nos deu graça para amar ambos os povos: árabe e judeu.

No Ano passado (2013) fui convidado para ministrar na sinagoga judaica messiânica, no sul de Israel - região de maior conflito.

Conheci vários amigos judeus cristão que agora estão bem no meio do bombardeio. Meu coração chora...

Só nos resta orarmos pela Paz.

Por Joel Engel - MinisterioEngel.com

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame