Quarentena feliz ou infeliz? Sua família decide!

Cada um precisa decidir, ao final, que tipo de quarentena vai viver no isolamento de sua casa.

Fonte: Guiame, Edmilson Ferreira MendesAtualizado: quinta-feira, 30 de abril de 2020 15:33
(Foto: Crosswalk)
(Foto: Crosswalk)

Tá osso, pastor! Só Jesus na causa pra aguentar 24h esse meu marido! Pastor do céu, estou descobrindo manias da minha esposa neste isolamento que eu nem imaginava! Pastor, se esta quarentena não acabar logo, vou ter um treco aqui em casa!...

O APD (Aconselhamento Pastoral a Distância) não está nada fácil! As reclamações e lamentos são de todos os tipos, infantis, maduros, frustrantes, decepcionantes, adultos, justificáveis, inexplicáveis. Na medida do possível, munido de oração e orientações vindas da Palavra, procuro ajudar e orientar cada um daqueles que precisam.

Cada um precisa decidir, ao final, que tipo de quarentena vai viver no isolamento de sua casa. Feliz ou infeliz? Aquela verdade que sempre ouvimos e pregamos, agora tornou-se um dever de todos nós indistintamente: O que importa não é o que fizeram para nós, mas sim o que fazemos com o que fizeram para nós.

A realidade está posta. É dura, sofrida, dificílima, desafiadora, fria, sem qualquer misericórdia. O vírus não escolhe classe social, cor, religião, time, nacionalidade, simplesmente ele está aí pra contaminar quem aparecer em seu caminho. Cuidar-se é preciso. Neste pacote, pra piorar ainda mais, o caos econômico vem a reboque, atacando o psicológico, a ansiedade, o medo, enfim, as emoções.

Chegamos ao drama. Quem não tiver uma parceria sólida, através de um profundo relacionamento com Cristo, vai descarregar em cima de quem? Da família, inevitavelmente. E a quarentena, que já é complexa por si só, vai ganhando status de insuportável.

Os salmos de imprecação ensinam muito numa hora dessas. Cada autor, nos seus dramas com todos os traços de insolúveis e recheados de humilhantes fatos que apontavam para derrotas certas, descarregaram seus desabafos e inconformações no altar do Altíssimo. E acertaram. Pois somente Deus tem poder para as montanhas de impossibilidades que se apresentam por vezes em nossas vidas. Somente Deus é capaz de ouvir nossos desabafos e agir com equilíbrio, amor e justiça.

Não tá fácil pra ninguém. Mas o Salmo 128 logo em seu primeiro verso dá uma dica sobre como vencer bem esta quarentena: “Feliz aquele que teme ao Senhor e anda em seus caminhos!”. Temer a Deus e andar em Seus caminhos é o conselho para uma jornada ao lado da felicidade, uma vez que a felicidade não é tanto onde se vai, mas como se vai.

A sequência de versos deste salmo mostra a consequência do que acontece na vida e no interior da casa daqueles que temem e andam com Deus. Revelando uma dinâmica possível, portanto ao alcance de pecadores tão frágeis como nós. Abra sua casa para os princípios e preceitos do Senhor, torne-os uma prática.

As dificuldades continuarão? Sim, para todos. Da mesma forma que enfrentaram dificuldades os salmistas, apóstolos e profetas, porém fosse onde fosse, no cativeiro, na cova, na caverna, nos campos de batalha, a boa mão do Senhor estava com eles, pois foram homens e mulheres que tomaram a decisão de temer e andar com o Senhor. Escolha este caminho você também e, ao final desta quarentena, termine feliz, termine ao lado do Senhor.

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Crer, a divisão entre a sanidade e a loucura

Siga-nos

Mais do Guiame