5 formas de proteger suas emoções

Nossos pensamentos fazem parte de um ciclo interminável de propulsão aos resultados na vida.

Fonte: Guiame, Cristiano R. CostaAtualizado: quarta-feira, 24 de novembro de 2021 18:33
(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Muitos buscam ter resultado na vida através de dedicação e esforço. Trabalham de sol a sol, dedicam preciosas horas do tempo com o intuito de alcançarem seus objetivos, suas metas, seus sonhos.

Infelizmente muitas pessoas não sabem, ou se sabem se esquecem, que os resultados têm início primeiramente em seus pensamentos. Nossos pensamentos fazem parte de um ciclo interminável de propulsão aos resultados na vida. Este ciclo se compõe de: Pensamentos, palavras e emoções.

Pensamentos geram emoções que por sua vez geram novos pensamentos que geram novas emoções, que geram palavras e que por sua vez geram novos pensamentos, novas emoções e novas palavras.

Todos estes ciclos de pensamentos, emoções e palavras desembocam em ações que frutificam em resultados para sua vida em qualquer área, seja pessoal ou profissional.

Uma forma de melhorar este ciclo é proteger-se contra emoções doentias ou negativas. Deixo aqui 5 dicas para você proteger suas próprias emoções:

1. Faça o silêncio proativo

O silêncio proativo significa parar e pensar antes de responder. O silêncio proativo serve para que você se dê um tempo, pense de forma emocionalmente inteligente, sendo empático, se colocando no lugar do outro, buscando a melhor forma de reagir e conduzir a situação para um fim harmônico e de paz.

tempo de rasgar e tempo de costurar,

tempo de calar e tempo de falar,

Eclesiastes 3:7

2. Evite conversas que o façam ficar emocionalmente negativo

Quando você perceber que o assunto está caminhando para um ambiente de fortes emoções destrutivas, dê a si mesmo o favor de interromper. Faça uma pausa, troque de assunto, mude a conversa. Não entre propositadamente por caminhos que podem o levar à tristeza, à ira, ao rancor.

A morte e a vida estão no poder da língua;

e aquele que a ama comerá do seu fruto.

Provérbios 18:21

3. Prive-se de amizades que o condenem

Amigos existem para serem amigos. Um verdadeiro amigo é aquele que o informa de um erro, mas sem o condenar. É aquele que está ao seu lado para festejar o seu sucesso e ajudá-lo no fracasso. Busque amizades que o façam se sentir bem emocionalmente, que elevem sua autoestima, que o honrem com palavras.

Aquele que anda com os sábios

será cada vez mais sábio,

mas o companheiro dos tolos

acabará mal.

Provérbios 13:20

4. Esquive-se de ver fotos nas redes sociais que podem provocar emoções de tristeza e ira

Você não precisa ver todas as fotos que são postadas nas redes sociais (Facebook, Instagram, etc.) Há momentos da vida de outras pessoas que podem o abalar e fazer com que fique triste, chateado, irado entre outras emoções ruins. Poupe-se disso. Siga e faça amizades virtuais com pessoas que são verdadeiras, otimistas, íntegras e que o querem bem.

Desvia os meus olhos das coisas inúteis;

faze-me viver nos caminhos que traçaste.

Salmos 119:37

5. Poupe sua mente de lembranças de momentos ruins.

Nossas lembranças também precisam ser conduzidas. Cuide-se e se esforce para lembrar de momentos bons e que tragam felicidade, esperança e autoestima elevada. Não deixe que as lembranças ruins ocupem espaço em sua mente. Limpe sua mente enchendo-a de pensamentos de sucesso, de vitórias, de alegrias e realizações

Ainda ouso, porém, ter esperança quando me recordo disto:

O amor do S enhor não tem fim! Suas misericórdias são inesgotáveis.

Lamentações 3:21,22

Ainda há tempo, escolha a excelência.

Cristiano R. Costa é coach emocional, palestrante, escritor, professor, consultor e mentor. Sua área principal de atuação é em liderança emocional e empresarial. Possui capacitação pelo Instituto Menthes do Dr. Augusto Cury, é bacharel em Ciência da Computação e Especialista Executivo em Gestão de Empresas e de Projetos. Tem um chamado para ajudar pessoas a se auto liderarem e de acreditarem em si mesmas e principalmente em Deus.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Um coração bem cuidado

Siga-nos

Mais do Guiame