Seguro viagem garante assistência em extravio de bagagem e auxílio jurídico

Seguro viagem garante assistência em extravio de bagagem e auxílio jurídico

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

Escolher o destino, comprar a passagem aérea, decidir a melhor opção de hospedagem e arrumar as malas são algumas das principais providências que o viajante toma ao definir suas férias. Para evitar que imprevistos indesejados acabem comprometendo financeiramente seu período de diversão, no entanto, outra tarefa não deve ser esquecida: garantir o seguro de viagem.

É claro que sempre desejamos o melhor para nossas viagens. Mas contratempos como uma doença ou uma bagagem extraviada podem ocorrer e o ideal é estar preparado. O consumidor tem a opção de recorrer ao seguro do cartão de crédito - geralmente disponível apenas quando a passagem aérea foi comprada por este meio de pagamento - ou aos planos de assistência à viagem. Alguns planos de saúde também oferecem coberturas para emergências médicas no exterior.

E as garantias estão cada vez mais diversificadas. Além das tradicionais coberturas para doenças ou acidentes e bagagem extraviada, há alternativas como assistência odontológica e farmacêutica, jurídica - no caso de um acidente de trânsito no exterior, por exemplo - e para esportes de aventura.

Serviço passa a ser oferecido por grandes empresas

Diante do aumento do turismo no país, com a expansão da renda e da classe média, têm crescido a procura pelo produto. De janeiro a novembro do ano passado, os prêmios de seguro turístico (valor pago pelos segurados) chegaram a R$ 31,379 milhões, o que representou uma alta de 131,2% frente aos R$ 13,573 milhões de igual período do ano anterior. Em 2009 como um todo, o montante chegou a R$ 15,423 milhões.

O potencial de expansão tem atraído novas empresas para o segmento. SulAmérica e Porto Seguro são duas gigantes do setor que entraram neste mercado no fim do ano passado. Bancos como Itaú Unibanco e Bradesco também começaram a atuar na área. Até recentemente, apenas companhias especializadas em assistência ao viajante exploravam este nicho, como Assist-Card, MIC, Travel Ace e Mondial Assistance, entre outras.

- O consumidor tem que ficar atento ao formato do produto contratado. Há casos em que o viajante precisa arcar com os gastos e só depois recebe o reembolso. Na assistência, as despesas são inteiramente cobertas pela companhia, até o valor limite do contrato - explica o presidente da Associação Brasileira de Cartões de Assistência (ABCA), Ricardo Roman.

Para se ter uma ideia, um seguro para dez dias de viagem aos Estados Unidos sai a partir de R$ 138,40 (cotação feita na última sexta-feira) pela Assist-Card, para viajantes de até 70 anos.

Solange Pereira, gerente de planejamento comercial de uma rede de lojas de roupas, é uma das viajantes fiéis aos seguros de viagens. O hábito, segundo ela, veio dos pais, e faz parte da rotina de planejamento das férias.

- Da mesma forma que procuro o hotel e o aluguel do carro, contrato o seguro de viagem. É um custo que faz parte das férias - diz ela, que já comprou o seguro para a viagem que fará para Orlando, nos Estados Unidos, em fevereiro.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame