Saiba em quais países você entrar apenas com seu RG

Brasileiros conseguem viajar sem passaporte entre os países que fazem parte do Mercosul, na América Latina. Confira algumas dicas de viagens do site Skyscanner.

Fonte: Guiame, com informações de SkyscannerAtualizado: sexta-feira, 7 de abril de 2017 12:31

É possível viajar sem passaporte entre os países que fazem parte do Mercosul, na América Latina. Basta apresentar um documento de identidade com foto e especificar informações sobre a viagem no aeroporto.

Em viagens de carro, é preciso antes conferir a documentação necessária para ultrapassar as fronteiras dos países. Essa informação pode ser conferida no site oficial do Mercosul.

Para você programar uma viagem incrível entre os países vizinhos, o site de viagens Skyscanner fez uma lista com as nações que permitem a entrada facilitada de brasileiros. Confira:

Argentina


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

Apesar da rivalidade no futebol, argentinos e brasileiros se dão muito bem quando o assunto é viagem. Afinal, os dois países dividem uma das Sete Maravilhas da Natureza, o que já é um motivo mais que especial para conhecer a terra dos Hermanos.

A cidade de Puerto Iguazu costuma ser a porta de entrada para o país argentino, principalmente entre os visitantes que estão conhecendo as cataratas do lado brasileiro. Além desta pequena cidade na fronteira, há muitos outros destinos que merecem a atenção do viajante: a Patagônia, a capital Buenos Aires e as regiões cobertas por vinícolas são apenas uma pequena amostra das preciosidades que a Argentina pode oferecer a qualquer viajante.

Bolívia


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

Um país dono de belezas espetaculares como Salinas de Uyuni (o maior deserto de sal do mundo) e sítios arqueológicos que ainda mexem com o imaginário do grande público e de historiadores só pode proporcionar viagens incríveis.

A Bolívia abriga riquezas únicas, capazes de entreter o viajante por dias e dias, sem que a vontade de voltar para casa ganhe vida por minutos sequer. A sugestão para explorar suas possibilidades é definir por um roteiro que priorize seu lado histórico ou seus cenários naturais. E caso seja possível, por que não unir essas duas faces tão encantadoras dos destinos bolivianos?

Chile


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

Desertos, vulcões, geleiras, vinhedos, modernidade e história fazem do Chile um país múltiplo, incansável. A cada nova estação, uma experiência única será vivenciada e não importa qual região chilena faça parte do roteiro, seja a Patagônia Chilena, seja Santiago ou seja a Ilha de Páscoa. Embora cada um destes lugares marque de maneira diferente a memória do viajante, é possível dizer que são todos igualmente envolventes.

Colômbia


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

De um lado, o azul das águas caribenhas. Do outro, o verde dos cafezais. E em meio a tudo isso cidades históricas, formadas por conjuntos arquitetônicos majestosos e imponentes. É com tudo isso e muito mais que a Colômbia recebe seus visitantes, garantindo ainda a hospitalidade e as valiosas tradições de seu povo.

Antes de embarcar para o país, vale a pena conferir qual parte vai te agradar mais: o litoral, o interior ou os roteiros históricos? Independentemente da escolha feita, uma coisa é certa: uma viagem inesquecível será realizada.

Equador


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

Equador é um dos países mais baratos do mundo para viajar. Além de economia, o viajante vai encontrar por lá a possibilidade de traçar roteiros bem particulares, mesclando o que há de mais bonito em seus cenários naturais ao que há de mais valioso em sua história.

Depois de desembarcar na capital Quito, o viajante poderá se ver diante de assombrosos vulcões, como Cotopaxi e Chimborazo, ou ainda conhecer lugares paradisíacos como as Ilhas de Galápagos. A escolha vai depender do perfil de cada visitante, que não deve hesitar em unir o melhor de cada particularidade equatoriana em uma única viagem.

Paraguai


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

Esquecido por boa parte dos viajantes brasileiros, o Paraguai pode ser uma agradável surpresa, especialmente para aqueles que viajam com o objetivo de enriquecer sua bagagem cultural.

Assunção, capital do país, é formada por prédios históricos e abriga diversas áreas verdes. O interior paraguaio, por sua vez, propicia experiências ainda mais convidativas, graças a lugares como as Ruínas da Santíssima Trindade, que revelam detalhes do período quando os jesuítas tentaram catequizar as comunidades indígenas da região.

Peru


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

O principal cartão postal peruano é, sem dúvida, Machu Picchu. O país, porém, tem muito mais a oferecer. Não que a cidade perdida de Cuzco não seja motivo suficiente para viajar até o Peru.

O que queremos dizer é que quem tiver a oportunidade pode e deve aproveitar para conhecer outras riquezas peruanas, como a sua bela e imponente capital ou as misteriosas linhas de Nazca. O mais importante é voltar para casa com a bagagem repleta de boas lembranças.

Uruguai


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

O Uruguai até pode ser definido como um país menor, quando tem seu território comparado aos outros países da América Latina, mas isso não significa que ele tenha menos possibilidades a oferecer ao visitante.

Muito pelo contrário. Dono de praias incríveis, como as encontradas em Punta del Este, e de raridades culturais e históricas, como as que fazem de Montevidéu uma capital única, o país é imperdível para quem gosta de se perder por entre belezas incomuns.

Venezuela


(Foto: Reprodução/Skyscanner)

Outro país latino-americano banhado pelo mar do Caribe, Venezuela é o paraíso também para quem viaja em busca de um roteiro aventureiro único e emocionante. Isso é possível graças a lugares como o Monte Roraima, que para alegria dos viajantes mais radicais, fica na fronteira com o Brasil.

Se a ideia, contudo, for apenas curtir dias de sol, a dica é correr para o litoral, onde ilhas e praias paradisíacas estão à espera do visitante, oferecendo tudo o que há de melhor para férias de verão perfeitas.

Siga-nos

Mais do Guiame