Passagens aéreas estão até 30% mais baratas com regra de bagagem

A bagagem despachada em voos nacionais e internacionais passou a ser tarifada em algumas companhias aéreas.

Fonte: Guiame, com informações de ExameAtualizado: sexta-feira, 22 de setembro de 2017 12:02
As passagens foram reduzidas entre 7% e 30% pelas companhias aéreas. (Foto: Divulgação/Infraero)
As passagens foram reduzidas entre 7% e 30% pelas companhias aéreas. (Foto: Divulgação/Infraero)

As passagens foram reduzidas entre 7% e 30% pelas companhias aéreas que implementaram as novas regras de cobrança por bagagens, segundo dados da Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear) analisados entre julho e início de setembro.

A tendência de queda é indicada nos dados das companhias, embora os números do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) não apontem esse declínio, porque são influenciados pelos preços anunciados e questões sazonais.

De acordo com o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, a parcela de passageiros que viaja sem bagagem atingiu 60% ou mais nas companhias. Na Gol a taxa é de 65%, na Latam de 63% e 60% na Azul.

A maioria dos passageiros que compraram os bilhetes sem bagagem, de fato, viajaram sem levar malas despachadas. Isso significa que eles não pagaram tarifas adicionais de bagagem, segundo Sanovicz.

Os dados da Abear ainda são preliminares, mas a entidade informou que, no caso da Gol, houve aumento de 50% no volume de viajantes que não despacham bagagens.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame