Bogotá vira capital mundial do café com World Barista Championship

Bogotá vira capital mundial do café com World Barista Championship

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:44

A Colômbia, conhecida mundialmente pela qualidade do seu café, sediará, de 2 a 5 de junho, a 12ª edição do WBC (World Barista Championship), transformando Bogotá na capital mundial do café. Esta é a primeira vez que o torneio é realizado num país produtor de café.

O evento terá a coordenação da FNC (Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia), uma entidade sem fins lucrativos que representa mais de 500 mil cafeicultores colombianos e suas famílias. Para a FNC, sediar o campeonato ajuda a reforçar o posicionamento da Colômbia como um dos principais produtores de café do mundo.

O WBC foi lançado oficialmente em fevereiro, em Bogotá, com a presença de Mark Inman (presidente do WBC) e Cyhnthya Cindy Chang (diretora executiva da WBC). Na ocasião, os participantes tiveram uma prévia do WBC 2011, quando puderam assistir a uma performance do campeão japonês, Miki Susuki, e da campeã colombiana, Lina Zea. O WBC 2011 ocorrerá durante a Expoespeciales, evento dedicado ao café, realizado anualmente na Colômbia e voltado tanto para o público final como empresários / trabalhadores do setor.

Competidores

Ao todo, 56 baristas, campeões dos torneios nacionais, irão à Colômbia disputar o título de melhor profissional. O campeão do WBC 2011 será convidado a visitar uma das regiões produtoras de café colombiano e vivenciar o processo de confecção de um dos produtos mais famosos do país.

O representante do Brasil será o paranaense Felipe Oliveira, que venceu, no dia 17 de março, a 10ª edição do Campeonato Brasileiro de Baristas, em São Paulo. Durante a competição, os concorrentes tiveram 15 minutos para preparar e servir quatro cafés, quatro cappuccinos e quatro drinques à base do produto. Sete jurados acompanharam as apresentações, sendo um juiz principal, dois técnicos e quatro sensoriais.

Saiba mais

A Colômbia é o 4º maior produtor mundial de café, atrás do Brasil (1º), Taiwan (2º) e Indonésia (3º), de acordo com dados da Organização Internacional do Café (ICO, para a sigla em inglês). Em 2010, o país produziu nove milhões de sacas (60 quilos). Quase 80% desse total é destinado à exportação.

O café colombiano, reconhecido como um dos mais saborosos do mundo, é caracterizado pelo aroma acentuado, além do sabor suave e balanceado, resultado do esforço conjunto de mais de 500 mil famílias cafeicultoras que o cultivam e o colhem manualmente, grão a grão. O café conta com certificações como Denominação de Origem e Indicação Geográfica Protegida, que evidenciam o vínculo entre a qualidade do produto e sua origem.

A forte imagem do café colombiano no mundo existe graças a um homem de chapéu e bigode característicos: Juan Valdez, famoso personagem que desde 1959 aparece em publicidades da Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia e representa o típico cafeicultor colombiano. Ele foi criado com o objetivo de distinguir o café 100% colombiano do café misturado com grãos de outros países e aparece tradicionalmente vestido, sempre ao lado de sua mula Conchita, que leva no dorso sacos de café. Juan Valdez virou um ícone da Colômbia, assim como o produto que divulga.

Café colombiano em números

- Cerca de dois milhões de colombianos dependem direta ou indiretamente do setor cafeeiro.

- O café colombiano é produzido em cerca de 50% dos municípios do país e em 20 estados, dos 32 existentes.

- Na Colômbia, o setor cafeeiro gera 36% dos empregos agrícolas.

- A zona cafeeira abrange 3,3 milhões de hectares do territorio colombiano, sendo que a área cultivada é de cerca de 900 mil hectares.

- A Colômbia exporta atualmente cerca de sete milhões de sacas (60 quilos), de um total de nove milhões de sacas produzidas.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame