Analândia é mais calma do que a badalada Brotas, mas o forte é o mesmo: a aventura

Analândia é mais calma do que a badalada Brotas, mas o forte é o mesmo: a aventura

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:19

Muito procurada pelos amantes do turismo de aventura, Analândia fica a 227 quilômetros de São Paulo e ainda é mais tranquila do que alguns outros destinos de esportes radicais, como Brotas e Socorro.

Entre os pontos turísticos mais procurados pelos aventureiros está o morro do Cuscuzeiro, com 220 metros de altura e ideal para montanhistas. Já no ribeirão Feijó, a aventura é na água e a grande pedida é descer de boia-cross. A cachoeira da Bocaina tem 45 metros e, apesar de não ter poço para banho, é muito procurada por quem quer praticar cascading.

Principais eventos

- Festejos de Sant´Ana: julho.

Principais atrações

- Morro do Cuscuzeiro: o maior cartão-postal de Analândia tem 220 metros e é bastante procurado por montanhistas.

- Morro do Camelo: batizado com esse nome por remeter à imagem de um camelo deitado, ele fica em frente ao Morro do Cuscuzeiro. Seu  topo, de onde se avista toda a cidade, pode ser alcançado por uma trilha a pé. Lá também é praticado o “Tobograma”, espécie de esqui na grama inventado por crianças da cidade.

- Cachoeira da Bocaina: não tem poço para banho, mas é cenário de cascading.

- Cachoeira do Salto Major Levy Sobrinho: essa queda d´água de 25 metros fica localizada no rio Corumbataí, na entrada da cidade.

- Boia-cross no ribeirão Feijão: o acesso não é tão fácil, mas os loucos por aventura sempre se arriscam. Depois de andar no cânion, junto a paredes rochosas, o aventureiro entra em uma trilha na mata para chegar ao local. A recompensa é boa: a cachoeira tem 30 metros e a paisagem é belíssima.

- Igreja Matriz de Sant´Ana: fica na praça dos Expedicionários e teve sua pedra fundamental lançada em outubro de 1887. Dentro da igreja é possível ver belas imagens sacras.

Como chegar

Acesso pela Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) até o final, seguindo depois pela Washington Luís (SP-310) até o trevo da cidade e depois mais 15 quilômetros pela SP-225. Quem quiser fazer a viagem de ônibus deve sair do Terminal Rodoviário do Tietê, na capital paulista, com destino a Rio Claro. De lá, a viagem é feita pela viação Bonavita.

Onde ficar

- Recanto Som das Águas

- Pousada do Fotógrafo

- Estância Sopro do Vento - (19) 3566-1303

Siga-nos

Mais do Guiame