MENU

Saúde

Segundo estudo, consumo exagerado de sal pode impedir início da puberdade

Fertilidade e estresse, também estão relacionadas ao consumo exagerado de sódio

Fonte: Guiame, com informações de Folha de São PauloAtualizado: terça-feira, 19 de maio de 2015 19:01
Sal
Sal

Uma pesquisa realiada na Universidade de Wyoming revelou que, o consumo exagerado de sódio, pode impedir o início da puberdade em humanos, levando à fertilidade reduzida e maiores níveis de estresse em indivíduos afetados. A pesquisa foi apresentada no  Congresso Europeu de Endocrinologia, em Dublin.

A pesquisa utilizou ratos onde se alimentavam de uma dieta rica em sódio e apresentaram  um “atraso significativo para atingir a puberdade” em comparação com outros roedores que estavam consumindo níveis normais de sal. A declaração foi dada atraves do site “Science Daily”.

“O consumo atual de sal em populações ocidentais pode afetar drasticamente a saúde reprodutiva, e merece mais atenção”, disse a pequisadora Dori Pitynski.

Os responsáveis da pesquisa alertaram que, no entanto, que muito pouco sódio pode atrasar o início da puberdade.

De acordo com recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), os adultos devem “consumir menos de 2 mil mg de sódio ou 5 gramas de sal” diariamente, de acordo com orientações revisadas publicadas em 2013.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame