MENU

Saúde

Quatro respostas para eliminar o mau hálito

Quatro respostas para eliminar o mau hálito

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:10

 

Mau hálito é mais do que um mau cheiro, pode ser um aviso do seu organismo. Má alimentação, má higienização e até gengivite.

A mestre e doutora em patologia bucal Luciana Sassa Marochio, membro da Associação Brasileira de Halitose, explica quais as causas do popular bafo e dá dicas de como eliminá-lo:

P: O mau hálito está relacionado com problemas de estômago?
R: Não. Na verdade, isso é um grande mito. Luciana afirma que foi comprovado cientificamente que alterações estomacais, como a gastrite ou o refluxo, não podem ser responsabilizadas pelo mau hálito, pois temos um músculo, chamado cárdia, que fecha a entrada do estômago. Por isso, não existe a possibilidade de o conteúdo gástrico retornar ao trato digestivo superior ? comunicação entre o estômago e a garganta. Segundo a especialista, a associação que pode ser feita é entre halitose e jejum prolongado, já que quando o estômago passa muitas horas vazio um odor desagradável aparece.
 
P: Uma pessoa consegue descobrir se tem mau hálito?
R: Quem está na dúvida se sofre com o problema deve contar com a ajuda alheia ? de alguém honesto e de confiança. Isso porque nosso olfato se acostuma com odores constantes e, portanto, não conseguimos identificar o cheiro do
nosso próprio hálito.
 
P: O mau hálito é aceitável em algum momento do dia?
R: Sim. Ao acordar, o jejum provocado pelas horas de sono e a falta da produção de saliva podem causar um cheiro pouco agradável momentaneamente. Porém, Luciana afirma que, depois do café da manhã e da higiene bucal, ele deve desaparecer. Períodos de jejum prolongado ao longo do dia também comprometem o hálito.
 
P: Como se livrar de vez do problema?
R: A especialista afirma que existem mais de 60 causas que levam à manifestação do mau hálito. As principais  estão ligadas a problemas bucais, como higienização insuficiente e doenças da gengiva. Somente um especialista pode diagnosticar cada caso. As dicas da profissional: faça diariamente uma limpeza bucal completa (o que inclui o uso do fio dental e a limpeza da língua); mantenha uma alimentação equilibrada; ingira cerca de 2 litros de água por dia; faça pequenas refeições a cada 3 horas e visite o dentista regularmente.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame