MENU

Saúde

Pisar torto pode ser a causa de outras dores no corpo

Fisioterapeuta alerta que é preciso ficar atento ao tipo de pisada para evitar incômodos; os principais pontos afetados são joelho, quadril, articulações e coluna vertebral

Fonte: GuiameAtualizado: sexta-feira, 27 de novembro de 2015 11:18
É preciso ficar atento ao tipo de pisada para evitar incômodos. (Foto: Agência Comunicado)
É preciso ficar atento ao tipo de pisada para evitar incômodos. (Foto: Agência Comunicado)

Você compra um sapato novo e após utilizá-lo percebe que um lado está mais desgastado do que o outro, ou que o calçado está totalmente deformado. Isso pode ser um sinal de alerta em relação à pisada. Pisar de forma errada ou torta pode comprometer toda a saúde do corpo e, consequentemente, gerar muitas dores.

De acordo com o fisioterapeuta Giuliano Martins, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna) e proprietário do ITC Vertebral Ribeirão Preto (SP), o corpo acaba realizando compensações que muitas vezes elevam a sobrecarga das articulações do joelho, quadril e principalmente da coluna, causando fortes dores.

"Antes de corrigir os tipos de pisada, é preciso saber se o indivíduo possui alguma dor ou incômodo no pés, tornozelos ou joelhos. Em casos positivos, é fundamental realizar um teste de pisada, para que seja percebido algum desalinhamento no caminhar.  Com a verificação e se o erro na pisada justificar as dores, é essencial a correção para se evitar graves transtornos'', afirma Martins.

Os cuidados devem ser redobrados ao se automedicar ou ao procurar soluções caseiras que, muitas vezes, são transmitidas por meio de conhecimentos populares. A procura por esportes como a natação, por exemplo, ou até mesmo um tipo específico de calçado, pode ser prejudicial sem o acompanhamento e a orientação de um profissional.

"O diagnóstico do 'pé chato' inclui um exame físico no qual é avaliado o movimento do pisar e a forma mecânica do caminhar descalço e com sapato. É observado também a parte da frente e de trás do pé para verificar o padrão de gasto da sola do calçado. Além disso, caso o paciente sinta muitas dores, ele pode solicitar​ exames para integrar a avaliação'', conta o fisioterapeuta.

Já para os pequenos é necessário que os pais, a partir dos primeiros passos, fiquem atentos quanto ao pisar da criança.  Se notarem algo de errado, é importante procurar ajuda de um profissional da saúde.

Tratamento

Segundo Martins, antigamente era comum que os médicos recomendassem o uso de botas ortopédicas a fim de ajustar a curvatura dos pés, mas hoje esta conduta é mais restrita, sendo utilizada apenas em algumas situações específicas, como nas crianças com grande hiperfrouxidão ligamentar e de dores recorrentes nos pés ou pernas, atribuídos ao desequilíbrio mecânico provocado pelo posicionamento anormal dos pés.

O tratamento da pisada torta consiste desde o uso de produtos ortopédicos como palmilhas personalizadas, botas, exercícios de alongamento — que ajudam quando o paciente tem um tendão de Aquiles —, uso de sapatos que contenham mais apoios até a perda de peso, que contribui para um alívio da pressão local, proporcionando uma melhora na dor.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame