MENU

Saúde

Pilates ajuda no combate da depressão

Exercício físico que é sucesso entre famosos, possui eficácia na melhora da qualidade de vida de quem prática

Fonte: Guiame, com informações de Assessoria AgeImagemAtualizado: sexta-feira, 25 de setembro de 2015 18:44
Pilates
Pilates

Seguir uma vida saudável é sinônimo de garantir qualidade vida longa. O Pilates, por exemplo, é o exercício físico que está na moda.

Segundo estudos coordenados pelo Dr. John Ratey, da Faculdade de Medicina de Harvard, a prática de exercícios físicos e métodos como o Pilates, regulam o funcionamento do cérebro de forma completa e isso contribui para combater algumas doenças mentais, como a depressão.

Com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que aproximadamente 350 milhões de pessoas no mundo sofrem de depressão. Os principais sintomas são identificados de forma gradativa nas pessoas e, junto com medicamentos devidamente prescritos por psiquiatras, o pilates pode contribuir para melhorar a autoestima e reduzir os sintomas da doença.

“Com a prática do Pilates ocorre um ganho da qualidade de vida, o praticante passa a conhecer melhor o seu corpo, através de estímulos de músculos e articulações com exercícios de alongamento e flexibilidade pouco convencionais proporcionando assim a melhora da capacidade física e mental, autocontrole, diminuição do stress, e melhora da autoestima devido a postura mais equilibrada e a melhora da definição e da capacidade do sistema músculo esquelético.”, afirma o Dr. Marcelo Gandara, pós Graduado em Biomecânica com especialização em Fisioterapia Desportiva, Terapias Manuais e Método Pilates.

De acordo com o fisioterapeuta, o pilates oferece diversos benefícios para o corpo e a mente, como a correção da postura, alongamento, força muscular e promove relaxamento, além de trabalhar a respiração.
“Alguns famosos e formadores de opinião estão praticando o Pilates e assim atraindo mais pessoas para prática dessa atividade física. Isso é muito benéfico.”, afirma o doutor, porém a prática deve vir com cuidados e com a orientação de profissionais.
“Para iniciarmos a prática de qualquer atividade física é necessário que exames de rotina estejam em dia e que um especialista, de preferência fisioterapeuta, faça uma avaliação criteriosa e sempre individual.”
A escolha de um local apropriado e com boa circulação de ar faz diferença na prática desse tipo de exercício, ressalta o especialista.

Confira dicas de exercícios fáceis de serem praticados indicados pelo especialista.

1- Deitado de barriga para cima com os joelhos flexionados e os pés apoiados no colchonete –

- a: Flexione levemente as costas contraindo o abdômen e expirar durante a contração.

- b: Realize o mesmo exercício flexionando e esticando o quadril e o joelho (uma perna de cada vez)

– c: Na mesma postura deixe uma das pernas flexionadas e eleve a outra (esticada) até 90 graus de flexão do quadril.

– d: Deitado de barriga para cima realize o movimento de Ponte elevação do tronco e do quadril contraindo glúteos e os músculos posteriores de coxa.

– e: Deitado de lado com um travesseiro para apoiar a cabeça e as pernas esticadas, eleve a perna de cima (abdução) e volte lentamente controlando o movimento. Depois faça o mesmo movimento trocando o lado.

– f: Deitado de barriga para cima coloque uma bola entre os tornozelos e eleve contraindo os músculos internos da perna (adutores) e o abdômen e retorne lentamente a posição inicial.

– g: Deite sobre a fisioball com as costas bem apoiadas e os pés no chão contraindo o abdômen, flexionando o tronco e soltando o ar.

Para realização dos exercícios podem ser utilizadas as resistências elásticas, bolas e tábuas de equilíbrio; o que irá exigir mais esforços e o número de repetições e séries é determinado pela capacidade de cada um em realizar os movimentos de maneira correta e sem riscos. Cuidados especiais devem ser observados com pessoas que tenham problemas articulares, musculares, alterações na coluna, hérnias de disco e osteoporose entre outros. A prática da atividade deve sempre buscar a melhora do equilíbrio orgânico e nunca devemos fazer movimentos que causem dor ou desconforto.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame