MENU

Saúde

Intestino preguiçoso? Saiba como resolver o problema

Intestino preguiçoso? Saiba como resolver o problema

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:30

Cerca de 20% da população mundial sofre com a constipação intestinal - mais conhecida como prisão de ventre -, segundo dados da Organização Mundial de Saúde. Pesquisas norte-americanas já mostraram que as mulheres sofrem mais com o problema do que os homens e um dos motivos é o fato de os hormônios sexuais femininos prejudicarem os movimentos peristálticos do intestino grosso.

A prisão de ventre pode ser aguda (recente, casual) ou crônica (progressiva, que existe há muito tempo). As causas podem ser diversas: uso de medicamentos (como analgésicos, anticonvulsivantes, antidepressivos, antiácidos), baixa ingestão de fibras, doenças endócrinas e metabólicas (como o diabetes mellitus, hipotireoidismo), problemas psicológicos (depressão, por exemplo), anormalidades estruturais dos cólons, estreitamento do intestino grosso, tumores no intestino, etc.

Segundo a gastroenterologista Renata Mendes, é considerada constipação intestinal quando as evacuações são feitas num período inferior a 72 horas ou com peso inferior a 35g/dia. A médica também explica que a constipação intestinal é um sintoma e não uma doença.

"Ela não deve ser subestimada. A maioria dos pacientes tenta resolver o problema sem aconselhamento médico e acaba fazendo uso de medicações incorretas por longos períodos, demorando a fazer o diagnóstico da doença que apresenta", ressalta.

Muitas vezes, algumas mudanças de hábito podem servir para resolver o problema. "Normalmente, os tratamentos sugeridos são: aumento da ingestão de fibras, suplementação dietética de fibra (medicação), atividade física, posicionamento apropriado durante as evacuações (cócoras é o ideal) e desenvolvimento de uma rotina diária para evacuação (10 a 15 minutos dedicados à evacuação, preferencialmente após as refeições, quando a atividade intestinal é maior)", orienta.

A médica avisa ainda que é possível, em alguns casos, prevenir a prisão de ventre com a ingestão de uma quantidade de 20 a 30 g de fibras/dia e, pelo menos, 2 litros de líquido por dia. "Também fazendo exercícios físicos que fortaleçam a musculatura abdominal", ressalta.

O nutricionista Wilson Araújo dá uma outra dica: "Água em temperaturas extremas, quente ou fria, pela manhã, faz com que aumentem os movimentos peristálticos e propulsivos (movimentos involuntários que empurram os alimentos) no aparelho digestivo", explica.

Outras dicas:

Alimente-se em horários regulares; Mastigue bem os alimentos; Prefira refeições mais variadas, ricas em frutas, verduras e cereais; Beba bastante líquido; Obedeça, sempre que possível, à vontade de evacuar; Evite distrações durante a evacuação, como ler revistas, jornais, falar ao telefone, etc.; Pratique exercícios regularmente. Propaganda

O problema é tão comum que uma propaganda de iogurte já foi retirada do ar por sugerir o produto como forma de tratamento para regularizar as funções intestinais. Na época, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) considerou que as peças publicitárias estavam induzindo o consumidor à ingestão do produto como solução definitiva para problemas de constipação intestinal.

"O produto apenas contribui no equilíbrio da flora intestinal e seu consumo deve estar associado a uma alimentação saudável e à prática de exercícios físicos. A propaganda massiva, inclusive com indicações da quantidade a ser ingerida para o alcance desse resultado, contraria a alegação autorizada pela Anvisa. Desta forma, o indivíduo pode ser levado a retardar a procura por um profissional de saúde habilitado e pelo diagnóstico de doenças potencialmente graves que apresentam como sintoma a constipação", dizia a nota.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame