MENU

Saúde

Especialistas estudam possível imunidade de idosos à gripe suína

Especialistas estudam possível imunidade de idosos à gripe suína

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:30

O Centro Europeu para Controle e Prevenção de Doenças (ECDC, na sigla em inglês) afirmou nesta quarta-feira que a maior incidência da gripe suína entre os jovens pode ser resultado de alguma imunidade da população idosa ao vírus A (H1N1). A gripe suína, que já atinge 6.497 pessoas em 33 países, foi registrada principalmente em jovens, embora crianças e idosos sejam mais vulneráveis à gripe comum.

Após analisar os dados oferecidos pelas autoridades sanitárias mexicanas, os especialistas europeus concluíram que "não se pode descartar que os grupos de população idosa tenham alguma imunidade, devido à exposição prévia a vírus semelhantes".

Embora os dados indiquem que os jovens são mais vulneráveis ao vírus, ainda não se sabe os motivos pelos quais a doença afeta mais este grupo de população.

O ECDC, com sede em Estocolmo, trabalha com duas hipóteses: as características específicas do novo vírus, ou o fato do vírus ter circulado principalmente entre crianças e adultos jovens - o que deixa a possibilidade dele ainda se propagar pela população mais velha.

O centro destacou ainda a necessidade de "continuar investigando" para aprofundar nas razões do maior índice de contágios entre jovens.

Os contágios mais frequentes do vírus no México ocorreram entre a população mais jovem, com 2,9 casos para cada 100 mil pessoas de entre 10 e 19 anos, e com 2,8 contágios para cada 100 mil crianças de entre 0 e 9 anos, segundo os dados do centro.

No outro extremo está a população da terceira idade, com apenas 0,6 contágio para cada 100 mil pessoas.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame