MENU

Saúde

Cuidados com água e comida na praia evitam diarreias

Cuidados com água e comida na praia evitam diarreias

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:00

O surto de diarreia que atinge o litoral sul de São Paulo desde o Réveillon já afetou mais de 2.000 pessoas no Guarujá, Praia Grande e Mongaguá. É o segundo ano seguido que turistas e moradores da região enfrentam esse tipo de problema. No entanto, alguns cuidados simples, como lavar as mãos constantemente e não comprar água e comida de vendedores ambulantes, podem impedir que os dias na praia se tornem uma viagem ao hospital.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica do Guarujá, existem várias explicações para o surto na cidade, como a má higiene dos frequentadores das praias. O simples ato de lavar as mãos pode evitar a transmissão de vírus e bactérias que causam viroses.

Além disso, a manipulação de alimentos na praia é mais precária, por isso o risco de contaminação é maior. A recomendação dos especialistas, então, é comer alimentos cozidos e ainda quentes, condições que matam bactérias. Alimentos gordurosos e muito condimentados (temperados) também provocam diarreias. Já os alimentos crus precisam ser lavados com água potável antes de consumidos.

A forma de armazenar bebidas e alimentos também é fundamental para se proteger de contaminações, já que o sol forte estraga os produtos com mais facilidade. Por isso, o recomendável é comprar em locais já estabelecidos, evitando barracas e vendedores ambulantes. Nestes locais, os produtos são, em geral, estocados em gelos dentro de isopores, ficando expostos à falta de higiene da praia. Além disso, como a origem do gelo é desconhecida, o risco de causar uma diarreia é maior. Se você levar seus próprios sanduíches e alimentos para a praia, coloque-os dentro de isopores com gelo de água potável e guarde-os em recipientes fechados.

Mas se, ainda assim, você tiver uma diarreia na praia, a recomendação dos especialistas é a hidratação. Tome bastante líquido, principalmente água e soro caseiro (duas medidas de açúcar e uma de sal, misturadas num copo d'água). Essas diarreias, em geral, vêm acompanhadas de febres, vômitos e dores no corpo.

Com as fortes chuvas de janeiro, que causam alagamentos e enchentes, os cuidados precisam ser ainda maiores. Veja mais dicas abaixo:

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame