MENU

Saúde

Caxumba pode causar infertilidade em homens adultos e adolescentes

Caxumba pode causar infertilidade em homens adultos e adolescentes

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:31

A parotidite infecciosa, também conhecida como caxumba, é uma doença tipicamente infantil. Normalmente, o vírus é transmitido por espirro, tosse ou respiração, seja em ambientes fechados ou contato direto. Em crianças, normalmente, a doença não apresenta qualquer tipo de complicações, desde que tratada corretamente, já em adultos e adolescentes, principalmente do sexo masculino a situação é mais delicada podendo levar o indivíduo à infertilidade. Quem faz a orientação é o médico urologista, Paulo Marcos Longuini Mazili, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André.

Nos homens pode ocorrer orquite - inflamação dos testículos - quando o inchaço das glândulas já está regredindo. A região tende a ficar inchada, dolorida, quente e aumenta de volume. Geralmente a infecção poupa uma parte dos testículos, mas se for tratada de forma errada pode comprometer e levar o indivíduo à infertilidade. Cerca de 20% dos homens infectados desenvolvem a orquite.

Segundo o especialista, os homens devem seguir rigorosamente as recomendações médicas. "Orientamos o paciente infectado para repousar o máximo de tempo possível e que três meses após a manifestação da caxumba procure um médico para a realização de novos exames", orienta Mazili.

Já nas mulheres, pode ocorrer oforite e mastite - inflamação dos ovários e mamas - porém muito mais raro do que a orquite. Ambas as inflamações só se manifestam em adultos e adolescentes depois da puberdade.

Náuseas, febre repentina, dores de cabeça, garganta e inflamação nas glândulas salivares são os sintomas mais comuns. O pescoço apresentará inchaço logo abaixo da orelha, que pode durar de cinco a 10 dias e o vírus pode ser transmitido até sete dias após a infecção.

O pâncreas também pode ser afetado - pancreatite - porém a cura é espontânea. O coração, os rins, a glândula tireóide e o sistema nervoso também podem ser atingidos, desencadeando miocardite, nefrite, tireoidite e meningite ou encefalite.

Não existe um tratamento para a caxumba, o próprio corpo é capaz de eliminar, sozinho, a infecção. Os cuidados recomendados pelos médicos aliviam os sintomas, porém, alguns cuidados são de extrema importância, como ficar afastado do trabalho ou escola, fazer repouso, não praticar nenhum tipo de esportes, evitar a ingestão de alimentos sólidos e ácidos. Compressas e analgésicos ajudam aliviar a dor; uma higienização bucal também é recomendada para evitar que bactérias contaminem o local agravando a situação do paciente.

No caso de orquite, o repouso e uso de suspensório escrotal são muito recomendados para o alívio da dor.

Em casos de crianças debilitadas ou gestantes, o médico pode indicar a administração de gamaglobulina, com elevada concentração de anticorpos, para amenizar os sintomas e evitar complicações. Porém, a imunidade definitiva só ocorrerá a partir dos anticorpos produzidos pelo organismo ou pela aplicação de vacina específica.

A forma mais eficaz de prevenir a doença é por meio da vacina tríplice viral, ministrada de acordo com o calendário vacinal, ou assim que entrar em contato com um indivíduo infectado.

Postado por: Claudia Moraes

Siga-nos

Mais do Guiame