MENU

Saúde

Após seis meses, Lei Anti-Fumo reduz em 70% nível de fumaça em baladas e bares de SP

Após seis meses, Lei Anti-Fumo reduz em 70% nível de fumaça em baladas e bares de SP

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:27

No title Frequentadores de baladas em São Paulo foram os grandes beneficiados lei estadual anti-fumo, que há seis meses proíbe o consumo de derivados de tabaco em locais fechados e de uso coletivo. Segundo estudo realizado em cerca de 700 estabelecimentos pelo InCor (Instituto do Coração), do Hospital das Clínicas, houve redução de 73,5% nos níveis de monóxido de carbono nesses locais.

O nível de fumaça passou de 5,02 ppm (partes por milhão), índice antes da aplicação da lei, para 1,35 ppm nas casas noturnas de São Paulo. A medição do monóxido de carbono para trabalhadores não fumantes nessas áreas apontou queda de 52,6% na contaminação do organismo. A média passou de 7,22 ppm para 3,29 ppm.

Em bares, a poluição do ambiente caiu 73,1% em seis meses, sendo que a taxa de contaminação de garçons e outros funcionários não fumantes do mesmo ramo diminuiu 48%, passando de 7,22 ppm para 3,75 ppm. Nos restaurantes, o índice geral de fumaça caiu 67,8% e a contaminação de funcionários, 44,7%, segundo o levantamento.

Desde que entrou em vigor, no dia 7 de agosto do ano passado, a Lei Anti-fumo fiscalizou cerca de 219 mil locais, por meio da Vigilância Sanitária e do Procon. Ao todo, 761 multas foram aplicadas no Estado todo o Estado. A pesquisa mostra que o nível de cumprimento da lei ultrapassa 99%.

Siga-nos

Mais do Guiame