MENU

Saúde

80% dos brasileiros não têm alimentação regrada no dia a dia, diz pesquisa

Embora a maioria das pessoas tenham dificuldades em se alimentar bem na rotina, 95% estão dispostos a mudar pequenos hábitos para melhorar a saúde.

Fonte: GuiameAtualizado: quinta-feira, 11 de maio de 2017 12:10
Maioria das pessoas têm dificuldades em se alimentar bem na rotina agitada. (Foto: Reprodução)
Maioria das pessoas têm dificuldades em se alimentar bem na rotina agitada. (Foto: Reprodução)

Mais de 80% dos brasileiros têm dificuldades em conseguir administrar todos os compromissos diários e manter uma alimentação regrada, segundo uma pesquisa realizada pelo Ibope Conecta em parceria com Centrum Vitamints.

Por outro lado, 95% dos entrevistados estão dispostos a mudar pequenos hábitos em sua rotina para ser mais saudáveis — no entanto, 1/3 acha difícil conseguir.

O estudo “Barreiras para uma Vida Saudável” foi elaborado com o intuito de entender o estilo de vida dos brasileiros, especialmente com relação à alimentação, e avaliar a predisposição das pessoas às mudanças de hábitos para terem mais saúde e bem-estar.

Dois em cada três brasileiros afirmam ter dias agitados ou desregrados, nos quais, em meio à essa rotina, 77% buscam alimentos rápidos e práticos, 44% consomem o que estiver disponível e apenas 33% se preocupam em comer frutas, verduras e legumes.

“Ao procurarem alimentos rápidos, as pessoas nem sempre escolhem de forma correta o que vão comer. Um exemplo disso é quando chegam a um restaurante e pedem o que já está pronto e disponível no balcão, como um salgado, achando que esta é a opção mais rápida. Se elas gastarem um minuto a mais para olhar o cardápio, verão que há opções mais saudáveis que também podem ser rápidas”, explica a Nutricionista Andrea Forlenza.

Sobre as atitudes que mudariam no dia a dia para ter mais saúde e bem estar, 72% dos entrevistados afirmam que gostariam de fazer mais exercícios, 62% dizem que incluiriam mais frutas e verduras na alimentação e 50% gostaria de dormir melhor. “Grande parte das pessoas tem dias muito atribulados e não consegue manter uma alimentação regrada o tempo todo. Neste contexto, pequenas mudanças na rotina podem impactar positivamente a saúde destas pessoas”, afirma Forlenza.

De acordo com a nutricionista, os grandes obstáculos para adquirir hábitos saudáveis são as metas inatingíveis. “É comum os pacientes chegarem para a consulta com ideias radicais de mudanças na alimentação ou prática de exercícios que não são reais e, quando percebem que não irão cumpri-las, acabam se frustrando e desistindo”, diz Andrea.

Pequenas mudanças

Fazer pequenas mudanças na rotina diária pode ser o caminho para uma efetiva melhora na qualidade de vida, reforça Andrea. “Levar para o lanche frutas fáceis de consumir, como banana, maçã ou pera; incluir pelo menos uma verdura, legume ou fruta nas principais refeições; ou ainda substituir refrigerantes por sucos naturais são atitudes simples que podem auxiliar neste processo de reeducação”.

Toda pequena atitude saudável conta. “Uma mudança simples e prática que também pode complementar a alimentação e equilibrar as quantidades de vitaminas e minerais necessárias para o bom funcionamento do organismo é o uso de multivitamínicos”, indica Andrea Forlenza.

Conduzida pelo Ibope Conecta em parceria com Centrum Vitamints, a pesquisa contemplou 1.000 entrevistas, realizadas pela internet com homens e mulheres com idade entre 25 e 50 anos, das classes A e B, em todo o país (nas cinco regiões Norte, Nordeste, Sul, Sudeste, Centro-Oeste), com amostra representativa da população brasileira. A margem de erro é de quatro pontos percentuais com 95% de confiança.

Siga-nos

Mais do Guiame