Os homens mais dignos do mundo

Os homens mais dignos do mundo

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:31

Algumas vezes pessoas especiais convivem entre nós. De tão especiais, elas têm um relacionamento com Deus acima da maioria. A Bíblia faz menção destas pessoas. Ela decreve apenas algumas e diz dos grandes feitos acontecidos nelas ou por meio delas. A lista encontra-se em Hb 11.

Alguns editores de Bíblia deram o título de heróis da fé para aquelas ali alistadas. Podemos ver que o autor dos Hebreus dividiu a lista em dois grupos. O primeiro é o grupo daquelas que foram grandes aos olhos humanos: reis, juízes, libertadores...

O outro grupo é o daqueles que, a olhos humanos, foram verdadeiros derrotados. O texto diz: "outros, por sua vez, passaram pela prova de escárnios e açoites, sim, até de algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados ao meio, mortos ao fio da espada; andaram peregrinos, vestidos de pele de ovelhas e cabras, necessitados, afligidos, maltratados (...), errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra" - Hb 11.36-38.

É digno de nota que no verso 38 o autor bíblico abre um parêntese e redige: "homens dos quais o mundo não era digno".

A quem o autor está se referindo que o mundo não era digno de ter recebido estes cidadãos? Ao primeiro grupo, dos reis, juízes, libertadores? Talvez. Mas com toda certeza está referindo-se ao segundo grupo. Inspirado pelo Espírito Santo, o autor de Hebreus faz este destaque justamente para aqueles que mais sofreram. Para aqueles que foram pequenos aos olhos humanos. Para aqueles que foram, entre tantos outros dissabores... Pobres!

Riqueza não é pecado, mas a busca pela riqueza pode conter tantas armadilhas e tentações que a torna muito perigosa. Por esta razão, Paulo proíbe Timóteo de buscar a riqueza (1Tm 6.9-11). Se você quer tentar, quer correr o risco de buscar a riqueza, custe o que custar, vá em frente. Mas tome muito cuidado! As armadilhas são muitas.

PS.: Não confundir pobreza com miséria.

Vinícius Ferreira Santos é pastor, escritor e missionário. Trabalhou na fundação de Igreja na Bahia e é co-fundador de um centro de recuperação de drogados. Além de autor do livro "Matar ou deixar viver?". Atualmente dirige uma Igreja em Boissucanga, litoral norte de São Paulo. 

Siga-nos

Mais do Guiame