A Bíblia e os Democratas

A Bíblia e os Democratas

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:30

Vivemos hoje em meio a uma geração e uma sociedade muito privilegiada, participamos por exemplo, de um tempo em que o desenvolvimento cientifico é tremendo e maravilhoso. A vida média humana alcançou uma dimensão nunca antes na história. Gostaria de fazer um rápido retrospecto da história e lembrar, que a meu ver, as duas datas mais importantes da nossa historia, são basicamente cristãs e estão intrinsecamente ligadas a Deus, a história do homem e a Bíblia Sagrada. Nenhum homem moderno é capaz de questionar que a data mais importante que feriu a humanidade foi o nascimento de Cristo. Tanto que nossa história foi dividida entre Antes e Depois de Cristo.  A civilização cristã que nasceu em decorrência dos ensinamentos de Jesus Cristo, venceu o império da época, o Império Romano. Conseguiu extrapolar o segundo milênio da humanidade, conseguindo chegar até os dias de hoje .

O segundo grande momento da história da humanidade foi aquele que fomentou os pensamento da chamada Reforma ou Revolução Francesa, é o que precedeu a Revolução Francesa foi a capacidade e coragem de homens como Matinho Lutero, nosso patriarca, precursor da nossa fé, que pregou este livro, chamado Bíblia Sagrada, que estava escondido, ou pelo menos esquecido  e colocá-lo na mãos do homem comum e simples da sociedade que ele vivia.

A Bíblia é o livro mais lido no mundo, inclusive nas universidades. Iniciamos o Século XX com uma previsão de que a fé estaria morta no final daquele século, e que o ateísmo ou materialismo estaria reinando sobre todas as nações, mas ledo engano, terminamos o século passado com o maior numero de pessoas que acreditam em Deus na história da humanidade, inclusive jovens. A igreja é a maior potencia, hoje está despertando em todos os continentes, nações e países. E vencendo a cortina de ferro inclusive nos países comunistas que se reorganizaram, que eram baseados nos postulados de Max, de Angels e de outros filósofos. Deus triunfou sobre o materialismo no século passado.

Sou físico, fiquei quase 20 anos na sala de aula, tenho especialização em ressonância eletromagnética nuclear, conheço um pouco da ciência, agradeci a Deus pois os seus dois maiores bestsellers científicos que surgiram no inicio desse século falam sobre a reconciliação entre a fé e a ciência. Um dele é Wilson, um grande cientista não-cristão que disse que o homem que está pela evolução, programado para ter fé. A evolução mostra que as nações que sobreviveram foram aquelas que creram em Deus. Ele disse: "Eu não sou cristão, sou ateu, mas recomendo que a fé faz com que o homem viva melhor, com que o homem vença seus desafios". O outro grande cientista é Francis S. Collins, que escreveu "A linguagem de Deus", já traduzido inclusive pra português, O Pai do Genoma Moderno. Collins  fez a leitura de todos os cromossomos e códigos genéticos do homem. É um cristão transformado por Deus. No livro " A linguagem de Deus", que para mim é uma verdadeira poesia científica, diz que a evolução, Deus de alguma forma preparou o homem na sua soberania pra crer. "A fé é intrínseca a capacidade humana", disse Collins. "Eu achei o genoma da fé. O homem tem dentro de si uma carga genética própria para crer em Deus".

Com isso eu entendo que a ciência reverenciou a fé e reconciliou-se com a Bíblia Sagrada. Não temos mais o que discutir. A ciência deve trabalhar seus postulados científicos, enquanto a igreja tem a obrigação e a responsabilidade de trazer resposta para os grandes problemas da alma do homem. Pelo contrário, nós temos que nos respeitarmos mutuamente. Como a ciência não tem resposta para os grandes problemas que passam no âmbito da fé, no interior da humanidade, assim muitas vezes a igreja não tem a sua capacidade de interferir no processo da ciência.

A nação que rasga a Bíblia, mais cedo ou mais tarde, irá se tornar totalitarista, intolerante e escreverá com sangue o restante da sua história. Em todas as nações democráticas, a única força capaz de sustentar esses princípios de liberdade, de igualdade, que são os pilares da democracia é a Bíblia Sagrada, é a fé do homem em Jesus Cristo, nosso Senhor.

Deus é maior do que o homem, a igreja, as denominações, partidos políticos e o Congresso Nacional, o Brasil. Todos esses segmentos e instituições precisam de um compromisso profundo com a democracia, com a liberdade e os princípios e valores cristãos. Porque através deles é que construiremos uma sociedade justa, igualmente fraterna e respeitável.

Robson Rodovalho é bispo e deputado federal, com Bacharelado em Teologia pelo Instituto Vida Natural. Também formou-se em Física, tendo exercido sua docência nesta área por quinze anos com especialização em Ressonância Magnética Nuclear, especializando-se em Nutrição, Naturologia e Ciência em Saúde Natural, pela Faculdade The Clayton School Of Natural Healing (The American Holistisc College of Nutrition). Fundou e presidiu a Comunidade Evangélica em Goiânia por 16 anos, de 1976 a 1992. Nesse ano, transferiu-se para Brasília, onde fundou e preside o Ministério Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, na qual é presidente do Conselho de bispos.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame