Obra Completa

Obra Completa

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:24

''Ora, pois, esforça-te, Zorobabel, diz o Senhor, esforça-te, Josué, filho de Jozadaque,  sumo sacerdote, e esforçai-vos, todo o povo da terra, diz o Senhor, e trabalhai; porque eu o Senhor Sou convosco, diz o Senhor dos exércitos...''. Ag 2.4

Ageu, Malaquias e Zacarias foram os profetas pós-exílico. Profetas que tinham uma forte missão de reorganizar o povo em todos os seus aspectos, esperando a vinda do Rei. Suas profecias tinham duplo propósito: exortar o governo, os líderes e o povo para a reedificação do templo e motivar todos a reordenarem suas vidas, quanto às prioridades para com a obra de Deus.

É interessante perceber que o espírito de postergação estava dominando todo o povo, quando diziam: ''Não veio ainda o tempo, o tempo em que a Casa do Senhor deve ser edificada'' Ag. 1:2. Quando o profeta percebe isso, ele exorta o povo a sair da busca, tão somente, da luxúria e do bem estar, enquanto a obra de Deus é feita pela metade. Ele percebe que o povo tem tudo. Ele está aplicando o coração somente para o seu bem-estar, em detrimento da obra do Senhor. O resultado é que, agindo assim, o povo não tinha um verdadeiro contentamento. Sempre faltava algo. (Ageu 1: 5 a 6).

Quando só pensamos em bens e riqueza, sem fazermos aplicações substanciais na Seara do Mestre, o nosso gozo não preenche a nossa alma. O lucro não satisfaz: ''Semeais muito e recolheis pouco; comeis, mas não vos fartais; bebei, mas não vos saciais; vesti-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário recebe salário num saquitel furado'' (Ageu 1:6). É perigoso demais quando vivemos apenas em função das nossas próprias vantagens.

O pior, pasmem os irmãos, é que isso também vale para  qualquer setor das nossas atividades eclesiásticas, onde prevalece o achismo, quando se margeia as normas postas, evocando glórias pelos nossos feitos. Ou seja, ao julgar que a obra do Senhor diz respeito, tão somente, a sua igreja, ao seu campo, tergiversando as normas e os procedimentos formais, por analogia essas ações equivalem, dado o orgulho que, de forma sutil governa esses corações.

Pode-se perceber isso, quando algum líder de igreja, ou de campo faz grandes investimentos locais, sem atentar para a obra missionária. Ele nunca está satisfeito. Às vezes ficam até deprimidos, mesmo diante da ostentação das suas obras e das loas que lhe atribuem. O contentamento é muito superficial. Falta algo para completar o gozo. Encheu a alma, porém não alcançou o espírito. O seu espírito não compartilhou com o Espírito Santo de Deus (I Cor. 3:12 a 20).

Obra incompleta, gozo imperfeito. Isso nos faz lembrar a tarefa completa que o Senhor Jesus Cristo nos entregou: Fazei discípulos de todos os povos... por todo o mundo... até os confins da terra... (Mateus 28: 19; Marcos 16: 15 e Atos 1: 8).

Há mais de dez anos eu tenho dito: Missão local e Missão transcultural devem caminhar juntas, de mãos dadas. Uma abençoa a outra, tornando a obra de Deus completa, trazendo o gozo perfeito. Felizes são os pastores que fazem assim.

Ora, pois, ESFORÇA-TE, Pastor, diz o Senhor, e ESFORÇA-TE, Representante de Missões, ESFORÇAI-VOS, OS MEMBROS DA IGREJA, diz o Senhor, e TRABALHAI; porque eu sou convosco, diz o Senhor dos Exércitos, segundo a minha Palavra que consertei convosco (Mateus 28: 19; Marcos 16: 15, Atos 1: 8 e Regimento Interno da Semadec).

''Assim diz o Senhor dos Exércitos: Ainda uma vez, daqui a pouco, e farei tremer os céus, e a terra , e o mar, e a terra seca; e farei tremer todas as nações e VIRÁ O DESEJADO DAS NAÇÕES, e encherei esta casa de glória, diz o Senhor dos Exércitos - Ageu 2: 4 a 7''.

A Semadec, único órgão oficial da nossa Convenção, autorizada para fazer Missão Transcultural, conta com vocês, queridos pastores, representantes de missões e demais cooperadores. É simples: ESFORÇO E TRABALHO COMPLETO.

Dele, por Ele e para Ele.

Francisco Paixão Bezerra Cordeiro   é pastor da Igreja Assembleia de Deus do Edson Queiroz, em Fortaleza (CE) e presidente da ORMECE (Ordem dos Ministros Evangélicos do Ceará)

Siga-nos

Mais do Guiame