Perseverando em vitória

Perseverando em vitória

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:31

Feriado de Carnaval. Tempo de liberdade e oportunidades! Tempo de curtir a vida, viajar e tomar sol. Tempo de novas experiências e depois, na quarta-feira, cobrir-se de cinzas e se arrepender. Esta filosofia maligna infiltrada na sociedade tem levado muitos jovens ao pecado, ao vício, ao início prematuro e traumático da vida sexual, quebrado muitos casamentos e aleijado famílias.

Mas voltando para a palavra, lemos:  

"Fala a toda a congregação dos filhos de Israel e dize-lhes:  Santos sereis, por que eu, o Senhor, vosso Deus, sou Santo".Lv. 19:2

A partir daí,  o texto vem repetindo vários preceitos práticos para explicar o que Ele desejava  do seu povo, que até parece uma lista de recomendações antes de uma viagem no feriadão: desde "respeitarás a sua mãe e seu pai"  à maneira de comer, de relacionar-se no trabalho, de lidar com a verdade e a mentira, de não guardar sentimento no coração contra o irmão, de respeitar o corpo e o corpo do outro em relação a sexualidade e a sensualidade, o contato com os animais e a idolatria (as pessoas tinham a tendência de oferecer seus filhos a Moloque e a se envolver em feitiçaria como hoje se envolvem com o carnaval).

Mas o desejo de Deus é que a santidade nos alcance em todos os dias, em todas as circunstancias e em todos os relacionamentos: "Não andeis nos costumes da gente que eu lanço de diante de vós, porque fizeram todas estas coisas; por isso, me aborreci deles" (20.23). Cuidemos então de nossa maneira de viver, mas cuidado com as escolhas, pois somos livres: "Não useis a vossa liberdade para dar ocasião à carne" (Gl. 3.13). Vamos vigiar a maneira como esta semana de libertinagem sugerida pela festa pagã da carne nos assedia e nos convence de algumas coisas que "não tem nada a ver".

Persevere em vitória. Não significa fugir, pois a verdadeira liberdade não pressupõe fuga! Os presos junto com Paulo e Silas foram libertos, mas não fugiram. A verdadeira liberdade nos faz discernir e resistir ao diabo. Ele fugirá de nós. Mas não desistirá. Nós é que perseveraremos em obedecer a Deus nas pequenas coisas e continuamos em vitória. Esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus: a nossa santificação.

Cleydemir Santos é pastor, psicólogo, escritor e teólogo em Minas Gerais. Trabalha com uma abordagem sistêmica, psicodramática, no atendimento de adultos e crianças.

Siga-nos

Mais do Guiame