Oração e família

Oração e família

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:30

Foi uma linda homenagem. As mães souberam entender alguma "bagunça" na hora de receberem o presente, pois cada filho quer ser o primeiro e cada mãe também é filha. Elas queriam levar presente para as mães que não vieram! Mas era apenas para as que estavam presentes naquele dia. Mãe que não está presente, perde o presente! Pai também.

Hoje encontrei uma mãe de um jovem, triste por que não consegue conduzi-lo como ela sonhou. Ele não quer ser o filho que ela imaginou. Ele está frustrando os ideais dela. Sei que outras famílias também vivem isto.

É preciso mais que sonhar, imaginar e idealizar. É preciso planejar em oração e descobrir os sonhos de Deus para eles (Pv.22.6). A questão é que os sonhos para eles começam conosco.  O que estamos plantando eles vão colher. Nós podemos escolher viver como quisermos, mas não podemos escolher a conseqüência das escolhas que fizemos, inclusive como pais e mães.

Precisamos escolher uma vida de oração por nossos filhos. Oração não é apenas quando estamos a sós com Deus pedindo por eles. Quando estamos com eles falando de Deus também é oração. Principalmente quando é o casal e não apenas a mãe. Se os pais escolhem ser um casal separado, por exemplo, a oração se torna pouco eficaz e a autoridade do pai e da mãe fica comprometida. Quebrou-se a base da autoridade e a tranqüilidade da oração. Não significa que não se pode orar, ao contrário, deve-se orar mais.

Os filhos de pais que escolheram viver assim, devem orar mais e mais depressa consolidar sua experiência com Deus. Satanás quer te fazer olhar para o passado, para não ser abençoado no presente. Não se justifiquem no erro dos seus pais.

Não é a toa que estamos orando por nossa família e pela família brasileira. Oração é estar presente na presença de Deus. Quem não está presente, perde o presente! As vezes só percebemos no futuro.  

Cleydemir Santos é pastor, psicólogo, escritor e teólogo em Minas Gerais. Trabalha com uma abordagem sistêmica, psicodramática, no atendimento de adultos e crianças.  

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame