"Me pareço com Cristo no dia-a-dia?" - Parte II

"Me pareço com Cristo no dia-a-dia?" - Parte II

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:32

Temos um grande desafio, lidar com uma facilidade de nos adaptarmos a uma religiosidade ou sermos verdadeiros discípulos. Sermos parecidos com um batista ou parecido com Jesus. Não que as duas coisas sejam antagônicas, mas nós temos o hábito de tentar ficar em uma das pontas. A carne se inclina em ser apenas evangélico, crente, batista, jovem e não discípulo de Jesus.

Como vamos saber disto? Que escolha tenho feito? Olhe sua aparência: ela reflete o que? Não a aparência externa, pois é exatamente aí que e a religiosidade nos trai – nós colocamos maquilagem e ficamos mascarados, não parecidos. A aparência que se propõe é no estilo de vida que Jesus viveu, que o evangelho nos propõe.

Quando estou sozinho, o que ocupa os meus pensamentos?  (Fp. 4:8) Quando estou com uma oportunidade de investimento, penso no reino de Deus? Quando vejo uma pessoa na rua, penso nela como alguém por quem Jesus morreu ou a evito como um problema social que o prefeito tem que resolver? Quando ouço sobre catástrofes, vejo apenas reações da natureza ou me preocupo com almas que estão perecendo sem Deus?

"Vós sois o sal da terra e a luz do mundo". Assim, Ele nos descreve. Sal e luz. Ser parecido com Jesus é ter luz e sabor. É ter vida abundante. É agradar a Deus com a naturalidade de um filho amado. É ter saudade do Pai, como Ele tinha, a ponto de ter tempo reservado a oração não por causa de tentação, mas por causa do Pai. É viver vencendo o pecado não para cumprir a lei, mas para agradar o Pai. Você acaba se assemelhando à pessoa ou ao projeto que você ama.

"Sabe como é né pastor, sou jovem, sou adolescente, sou solteiro, as coisas são assim mesmo". Mas não tem que continuar sendo. Que sejamos então batistas (ou presbiterianos) parecidos com Cristo, solteiros parecidos com Cristo, casados parecidos com Cristo, adolescentes parecidos com cristo. Cristãos parecidos com Cristo.  Com sabor e brilho do Espírito Santo.

Cleydemir Santos é pastor, psicólogo e teólogo em Minas Gerais. Trabalha com uma abordagem sistêmica, psicodramática, no atendimento de adultos e crianças.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame