Encarando nossos erros

Encarando nossos erros

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:29

Muitas vezes os próprios cristãos estão dando orientações contrárias à Palavra de Deus! Tenho visto isto na fala de colegas e hoje isto golpeou forte o meu coração com o depoimento de uma mãe, durante uma ministração minha. Ela disse que seu filho pequeno, que estuda em escola cristã, é diferente dos outros garotos, pois é a única criança da classe a ser criada pela própria mãe, pois as mães dos outros alunos trabalham fora. Esta mãe levantou sua voz como num desabafo e disse:

- Eu já chorei muito, pois parece que eu estou errada por ficar em casa cuidando do meu filho! Estou agoniada com isso, recebo pressões de todos os lados, parece que estou fazendo algo de errado ao ficar em casa com ele e não trabalhar fora.  Inclusive a escola em que meu filho estuda disse que eu preciso levá-lo ao psicólogo.

Tentei mostrar a esta mãe, que travava este conflito, que ela estava certa! São os pais quem tem que criar seus filhos, é o que a Palavra de Deus diz! E lemos na Bíblia Efésios 6:6 e Deuteronômios 6:6,7.

Vejo esta inversão de valores em todos os lugares e inclusive em escolas cristãs onde já trabalhei, pois já ouvi gestores e funcionários falarem ou praticarem isto, deixando seus filhos para trabalhar dobrado, pois queriam dar a esses uma vida melhor, que se traduz na sua maioria, em presentes e coisas materiais. "Se quisermos detectar a corrupção realmente indesculpável, sob disfarces cada vez mais complexos, não poderemos abrir mão de uma compreensão verdadeira da fé cristã". [Um ano com C. S. Lewis - Leituras diárias de suas obras clássicas. Pg. 81]

Precisamos ler e estudar a Palavra de Deus e pedir discernimento.  Deus procura pessoas que amam e conhecem a Bíblia a ponto de segui-la em suas vidas. Como uma mãe que orientei há pouco tempo atrás, a deixar seu emprego para criar seu filho que estava dando muitos problemas de aprendizagem e de comportamento na escola. E nesta semana mesmo a encontrei novamente, e ela me disse que fez isto, pois acredita que é a orientação de Deus para as famílias e me disse:

- Alexandra, o Isaque voltou a ser a criança que era! Foi só eu voltar a ficar com ele e a mudança foi impressionante! Deu para ver a falta que a mãe faz na vida do filho.

Algumas de nossas professoras que compreenderam bem este aspecto da fé cristã, também pararam de trabalhar, ou diminuíram o tempo de trabalho fora de casa para criarem seus filhos.

Um outro casal, com quem conversávamos também sobre problemas de indisciplina dos filhos, mesmo não sendo cristão, percebeu o estrago da falta da mãe no lar. Mas, infelizmente, a mãe prefere estar fora de casa. O pai disse a ela em nossa frente:

-Eu não quero perder meu filho, quero que ele seja um homem de verdade. Eu já pedi a ela (a mãe) para ficar por conta dos nossos filhos, mas ela não quer.

Enquanto os pais e mães vão travando esta guerra entre fazer a sua própria vontade ou fazer a vontade de Deus, nossas crianças estão crescendo sem pais e a infância correndo graves perigos!

O que os cristãos tem feito para resgatar os valores bíblicos para as famílias que estão perecendo?

Como temos construído ou destruído uma cosmovisão bíblica em relação à família planejada por Deus?

Como podemos dizer que a Bíblia é a Palavra de Deus, se só seguimos os princípios que nos interessam?

A salvação de uma geração passa principalmente pelos pais, por isso, as famílias têm sido terrivelmente atacadas e destruídas! A razão do meu livro "Infância" é esta: resgatar a verdade de Deus sobre a criação de filhos! Mas preciso fazer mais, sinto essa necessidade! O que estou tentando fazer é que você leitor (e, mais ainda, eu mesma), dê mais um passo em direção a uma fé cristã longe de ilusões. E para fazer isto, temos que encarar nossos erros.

Alexandra Guerra é pedagoga, palestrante e jardineira. Autora dos livros "Infância: O Melhor Tempo Para Semear" e "Ciclos: de vida ou de morte, em qual deles sua família está?".

Contatos:

alexaguerra76@hotmail.com

alexaguerra.blogspot.com

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame