Volume de spam retoma crescimento após trégua no Natal

Volume de spam retoma crescimento após trégua no Natal

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

Até domingo (9), o número de spam (mensagens não-solicitadas) enviado por e-mail registrou queda acentuada em todo o mundo, segundo a empresa de segurança “Symantec Hosted Solutions”. Uma das explicações seria a interrupção das redes “botnet” – série de computadores controlados remotamente por meio de um vírus.

Uma destas redes é conhecida como Rustock. Porém, desde segunda-feira (10), a Rustock teria retomado as suas atividades, o que gerou um novo aumento no volume global de spam, segundo reportagem do jornal britânico “The Daily Telegraph”.

“A Rustock parece estar destinada a continuar de onde parou, em 25 de dezembro, como a maior fonte global de spam”, disse Matthew Nisbet, da Symantec, para o jornal.   Entre a meia-noite e às 10h de segunda (10), foi registrado um aumento de 98% no tráfego de spam em comparação com o mesmo período do dia anterior, conforme dados da “MessageLabs Intelligence”. Nisbet explica que, mesmo os níveis de envio da Rustock estarem ligeiramente menores, o volume de spam deve alcançar o mesmo nível de antes do Natal. Rustock era responsável por entre 47% e 48% de todo o spam enviado no mundo.

A Symantec divulgou na semana passada que apenas 50 bilhões de spams foram enviados diariamente em dezembro, diferente dos 200 bilhões em agosto. Segundo o jornal britânico, redes “botnet” como a Rustock estariam procurando novas maneiras de fazer dinheiro, além do envio de mensagens não-solicitadas.    

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame