Astronautas tendem a ficar mais doentes por causa da falta de gravidade

Astronautas tendem a ficar mais doentes por causa da falta de gravidade

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:25

Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriram que as deficiências de imunidade associadas ao baixo peso causado pela falta de gravidade podem se transformar em um desafio em missões espaciais para planetas distantes, como Marte, por exemplo.

Segundo o estudo, o sistema imunológico dos astronautas é comprometido durante viagens espaciais por causa da falta de gravidade, das saudades da família e de uma agenda diária cheia de tarefas.

Liderado pelo imunologista Ty Lebsack, o grupo de cientistas descobriu que o voo espacial altera a atividade dos genes que controlam a imunidade e a reação ao estresse, o que poderia causar ainda mais doenças.

Lebsack e seus colegas focaram o estudo no timo, o órgão que funciona como uma ''fábrica'' e como uma ''academia de ginástica'' para as células-T, que possuem um papel-chave no sistema imunológico.

Eles compararam os padrões de expressão de genes no timo de quatro ratos que tinham passado 13 dias a bordo do ônibus espacial Endeavor com um número igual de camundongos que ficaram em terra.

Os cientistas descobriram que 12 genes no tecido do timo dos quatro ratos astronautas estavam muito acima ou muito abaixo do número normal.

Eles explicaram que os genes alterados afetaram moléculas que possuem um papel programado na morte das células e regulam como o corpo reage ao estresse.

A morte programada de células tem um papel importante no funcionamento do corpo, por exemplo, no descarte de células que não são mais necessárias ou que estão danificadas e não podem ser consertadas.

Mas a morte de uma célula precisa ser bem regulada no sistema imunológico para que o processo não seja comprometido.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame