Vereador é acusado de chefiar quadrilha que fraudava licitações no Espírito Santo

Vereador é acusado de chefiar quadrilha que fraudava licitações no Espírito Santo

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:24

O MPES (Ministério Público do Estado do Espírito Santos) deflagrou a ''Operação Ramá'', na terça-feira (18). O objetivo da operação foi prender envolvidos em um esquema de fraudes em licitações nos municípios de Ecoporanga e Boa Esperança, no norte do Estado.

Segundo o MPES, as fraudes eram chefiadas pelo vereador e presidente da Câmara Municipal de Guarapari, José Raimundo Dantas, que até a noite desta terça-feira ainda estava foragido. Ao todo foram expedidos dez mandados de prisão e outros 18 de busca e apreensão. Sete pessoas foram detidas e encaminhadas para depoimentos em Vitória. Também foram apreendidos computadores e documentos utilizados nas licitações.

O esquema de fraudes foi investigado por cinco meses e envolvia uma empresa de prestação de serviços e servidores públicos infiltrados nas CPLs (Comissões Permanentes de Licitação) das prefeituras. A empresa e os servidores são acusados de manipular os processos licitatórios realizados, favorecendo o grupo.

A ''Operação Ramá'' foi realizada com a parceria do Geti (Grupo Especial de Trabalho Investigativo) e da Polícia Militar. O nome da operação faz referência à cidade-fortaleza bíblica Ramá, que foi invadida, capturada e fortificada, e teve todas as estradas fechadas. Ninguém poderia sair ou entrar.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame