Suspeita de invasão de traficantes fecha zoológico do Rio

Suspeita de invasão de traficantes fecha zoológico do Rio

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

O zoológico do Rio de Janeiro, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi fechado por volta de 9h30 desta quarta-feira (12), pouco tempo depois de abrir, às 9h. O motivo é a suspeita de que traficantes teriam invadido o parque após fugirem do Morro da Mangueira , onde homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, fazem uma operação nesta manhã.

De acordo com a presidente da Fundação RioZoo, Mônica Valéria Blum, por volta das 9h10 funcionários começaram a ouvir barulho de tiros vindo da Mangueira. “Na hora havia, aproximadamente, 50 visitantes no zoológico, inclusive turistas. Todos foram abrigados imediatamente na recepção”, contou a presidente. “Nós fomos surpreendidos com essa operação do Bope. Os policiais suspeitam que criminosos podem ter fugido para o interior do zoológico pelo muro que divide o parque com a comunidade da Mangueira”, complementou.

Visitantes teriam saído escoltados

Mônica Blum explicou que, no momento, os visitantes estão sendo levados em dois carros elétricos do zoológico para a estação do metrô de São Cristóvão. “Os policiais do Bope estão acompanhando esses carrinhos e dando todo o apoio”, ressaltou a presidente. “Todos os funcionários do zoológico foram dispensados e o parque não vai reabrir hoje”, acrescentou.

Apesar das suspeitas de invasão, Mônica Blum informou que nenhum funcionário relatou ter visto criminosos em fuga. “Os policiais ainda não encontraram nenhum traficante dentro do parque”, disse ela. A presidente explicou que os visitantes que estavam no interior do parque ganharam um convite para retornar em uma próxima oportunidade.

“A partir desta quinta-feira (13), o zoológico deve voltar a funcionar normalmente. Isso vai depender da orientação do Bope”, explicou Mônica Blum. “Eles precisaram intervir em caráter de emergência e não fomos avisados. Entretanto, eu, como presidente da Fundação RioZoo, confio no poder público, na nossa polícia, e acredito que vão conseguir resolver o problema da violência aqui na região”, concluiu.    

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame