Ministério Público lamenta episódio com procuradora

Ministério Público lamenta episódio com procuradora

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

Em nota enviada a imprensa, o Ministério Público do Trabalho no Estado do Rio de Janeiro lamentou o episódio envolvendo a Procuradora Ana Luiza Fabero.

Assim que foi informado do acidente, o Procurador Chefe compareceu ao Hospital Miguel Couto, para prestar assistência à vítima, Lucimar Andrade Ribeiro de 27 anos, mas a mesma já havia sido liberada. Na noite desta segunda-feira (10), a procuradora atropelou a doméstica, na rua Paul Redfern, em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro.

De acordo com a polícia, a procuradora dirigia embriagada e entrou pela contramão em uma rua do bairro. Ela bateu em um ônibus e atropelou a pedestre. A vítima teve as pernas imprensadas e fraturou o nariz. A assessoria do Ministério Público Federal informou, ainda, que já estão sendo adotadas as medidas administrativas cabíveis e que, em virtude da prerrogativa prevista no artigo 18, inciso II, alínea “f” da Lei Complementar n.º 75/93, a procuradora não pode ser indiciada em inquérito policial.

Diante disso, a Procuradora Chefe Substituta encaminhará o registro de ocorrência lavrado na Delegacia do Leblon (14ª DP) ao Procurador-Geral do Trabalho para a apuração do fato.    

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame