Militar presa em flagrante de assalto pode ser desligada da Marinha

Militar presa em flagrante de assalto pode ser desligada da Marinha

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

A cabo da Marinha presa em flagrante, na noite de domingo (20), suspeita de assaltar um casal de adolescentes em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, poderá ser desligada da instituição. De acordo com o comando do 1º Distrito Naval, ela cumpre, desde 2009, o serviço militar voluntário de praças, que é temporário e dura no máximo oito anos.

A militar vai passar pela avaliação do oficial responsável pelo setor onde ela está lotada, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), na Penha, na Zona Norte do Rio. A suspeita também é integrante da equipe de futebol feminino da Marinha.

De acordo com o 1º Distrito Naval, na época da admissão, não havia "qualquer registro desabonasse a sua conduta”. Ela está num presídio da Marinha, onde vai permanecer à disposição da justiça militar. Se for desligada do serviço militar, ela responderá pelo crime na justiça comum.

Flagrante

De acordo com a polícia, a cabo, de 20 anos, estava com um comparsa, quando abordou as vítimas. Segundo a polícia, os dois roubaram celulares e relógios dos jovens que estavam na porta de casa, na Rua Elizário de Souza, no bairro Vila Norma, e fugiram num carro.

Uma patrulha da PM viu a fuga e foi atrás do veículo suspeito pela Via Light. Na altura de Nilópolis, também na Baixada Fluminense, a militar perdeu o controle do carro e bateu numa mureta. No veículo, os policiais encontraram, além dos pertences roubados, vidros de perfumes, que os suspeitos teriam usado por baixo da camisa como se fossem armas para ameaçar as vítimas.

Na 54ª DP (Belford Roxo), a suspeita contou que é militar há 3 anos e é atleta da Marinha. Ela disse que foi obrigada pelo comparsa a praticar o crime. Mas, segundo o delegado, as vítimas contaram que ela exigiu dinheiro deles e estava dirigindo o carro. Os dois suspeitos foram autuados por roubo e podem pegar até 10 anos de prisão.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame