Camila Pitanga se divide entre papéis de atriz e de mãe

Camila Pitanga se divide entre papéis de atriz e de mãe

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:00

Ela já arrancou muitas risadas dos brasileiros, mas longe das cämeras, é extremamente reservada e quase não fala da vida pessoal: Camila Pitanga. Zeca Camargo conversou com ela não só sobre a Carol, de "Insensato Coração", que estreia nesta segunda-feira (17). Ela falou também de um "outro" papel que só traz alegria na vida dela e que pouca gente conhece.

Solteira? Faixa dos 30? Bem sucedida profissionalmente? Então você tem tudo para se identificar com a Carol, uma executiva talentosa e romântica vivida por Camila Pitanga na novela "Insensato Coração".

"Ela tem essa capa da mulher bem sucedida, profissional, workaholic competente, mas no emocional dela é uma confusão. Ela é contraditória", explica Camila.

"O André, personagem vivido pelo Lázaro Ramos, é um mulherengo, um galinha. Então, eu não quero nada com ele, ele é um sem vergonha. Dois segundos depois, ela está ligando para ele e indo atrás dele. Não é mais uma comicidade tão escrachada como eu acho que a Bebel tinha, por exemplo. A Bebel era uma criança, uma louca", lembra a atriz.

A parceria de Camila ao lado de Wagner Moura – por acaso, outro baiano talentoso e amigo de Lázaro Ramos – rendeu nada menos do que 12 prêmios. E foi só assim que até esta noite a pequena Antônia tinha aparecido na TV, dentro da barriga da mãe.

Zeca Camargo: O público não espera que você, como atriz, fosse um pouquinho mais disponível, mais aparente? Ou o público respeita pela decisão de ser reservada?

Camila Pitanga: Eu me sinto absolutamente respeitada e eu acho que acabo até sendo admirada por isso. O que eu posso dizer é assim: eu sou fiel aos meus princípios. De fato, eu sou uma pessoa reservada. É a educação que eu tive, é a formação que eu tive e que se deve bastante a meu pai.

Filha do ator Antonio Pitanga e da modelo e atriz Vera Manhaes, Camila foi criada pelo pai e com ele aprendeu a importância da autoconfiança. "Aí as pessoas vão acreditar no que você esta fazendo. Se você acreditar, minha filha, os outros acreditarão", disse o pai, Antonio Pitanga, em outubro de 1993.

Adolescente, Camila já ajudava a fazer as contas da casa. Quando o pai se casou com a deputada Benedita da Silva, carregou a filha e o irmão dela, Rocco, para morar com eles no Morro Chapéu Mangueira, uma favela da Zona Sul do Rio de Janeiro. Foi nessa época que Camila estreou na TV. Tinha 16 anos.

"Espero que as pessoas não encarem o meu sucesso somente pela beleza", disse a atriz na época. Desejo mais que realizado, Camila! Em 17 anos de carreira, foram oito novelas, três minisséries e 12 filmes. O próximo está previsto pra estrear ainda este ano.

"O nome do filme é tão lindo: 'Eu receberia as piores noticias dos teus lindos lábios'. Esse filme fala sobre o amor, e um amor difícil, porque a mulher fica dividida de uma maneira que ela chega a enlouquecer", conta Camila.

Zeca Camargo: Você ao longo da sua carreira teve momentos diferentes. Era a Camila começando a carreira, feliz da vida. Depois veio a Camila casada e agora a Camila que é mãe, não é isso? Camila está preparada para esse sacrifício ou ela divide muito bem?

Camila Pitanga: Não, eu estou aprendendo essa equação: mãe, atriz e artista. Às vezes é a atriz que vai entrar em crise, porque não vai ter tempo de decorar o texto como queria. Como se preparar? Às vezes é na mãe, porque eu faço questão de ir às reuniões da escola da Antônia.

Antônia, como toda criança, quer muito mais.

"Ela fala: 'por que você trabalha?' e eu respondo, 'eu trabalho, porque eu gosto'. Ela diz: 'Por quê? Eu não quero que você trabalhe. Brinca comigo'. E eu: 'mas filha, eu gosto, e você vai gostar também'. Eu acho que isso é bom para ela", avalia.

A Camila que se resguarda do universo das celebridades prefere o mundo cotidiano, das pessoas simples, onde ela encontra paz quando não está gravando. "Eu fui para Caraíva, tinha acabado de fazer 'Cama de gato' e eu queria ficar só eu e minha filha. Meu marido estava trabalhando, e eu queria sem babá, sem mediação, só eu e ela", conta.

E lá foi Camila para um vilarejo no litoral sul da Bahia. "Em menos de três dias eu estava lá sentada. Eu tenho ate saudade de Sineca, que mora lá, a dona do restaurante. Eu já estava lavando louça com Sineca, sentada na cozinha dela, porque isso é que é o bom. A delícia da vida é essa", comenta.

Bom, agora que você já conhece melhor a Camila – a Camila Pitanga de verdade – prepare-se: a partir desta segunda (16) ela vai apresentar a Carol para você. "Ela está subindo a montanha-russa e vai descer agora cinto apertado? Cinto apertado! Eu gosto de conhecer coisas novas, vamos nós!", finaliza.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame