Após alagamento, operários abrem bocas de lobo em ruas do Bom Retiro

Após alagamento, operários abrem bocas de lobo em ruas do Bom Retiro

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

Pelo menos 11 bocas de lobo foram abertas nesta quarta-feira (12) nas ruas Rodolfo Miranda e Prates no Bom Retiro, na região central de São Paulo, após a chuva na madrugada de terça-feira (11) que deixou ruas alagadas. Na maioria das entradas de águas fluviais não havia nada de lixo.  O problema é que em vez de servir de ponto de escoamento das águas para o Tamanduateí,  em dias de chuva forte,  as galerias fazem o caminho inverso, levando água do rio para as ruas.

"O nível do rio subiu e a água retorna pela galeria", disse o encarregado da limpeza, José Luís Aranda.

Os moradores e os comerciantes reclamam porque toda vez que chove um pouco mais forte o bairro alaga, mas dessa vez a água subiu muito rápido e demorou para baixar. Na terça-feira, por volta das 10h, várias ruas ainda estavam alagadas.

Na rua Sérgio Tomás, continuação da Marques de São Vicente, um micro-ônibus e um carro ficaram ilhados. As ruas Matarazzo e Jaraguá também estavam inundadas. Uma fábrica de papelão ficou embaixo d'água.

Para quem está cansado de tantos prejuízos, são dias de muito trabalho. Muitas comportas já foram erguidas. Para os comerciantes, é um gasto maior, mas que pode evitar danos piores.

A comportas não dão mais conta, segundo o comerciante Maurílio Martins Ferreira, por causa do excesso de água. "Esse volume de chuva que teve ontem, não teve jeito."

"Cada um tem seu estabelecimento e se vira da maneira que pode. Ontem (terça) nós fizemos um mutirão para limpar a rua e a calçada", disse o comerciante Adalberto Fabiano Lopes Pereira.    

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame