MENU

Mundo

Protesto em Londres contra mortes de negros nos EUA tem 40 detidos

Grupo se concentrou em shopping e houve confusão com seguranças. Manifestação apoia atos contra recentes casos registrados nos EUA.

Fonte: Atualizado: quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 10:51
Grupo de manifestantes se deita em shopping de Londres para apoiar os protestos contra morte de negros por policiais brancos dos EUA (Foto: LEON NEAL/AFP)
Grupo de manifestantes se deita em shopping de Londres para apoiar os protestos contra morte de negros por policiais brancos dos EUA (Foto: LEON NEAL/AFP)

Grupo de manifestantes se deita em shopping de Londres para apoiar os protestos contra morte de negros por policiais brancos dos EUA (Foto: LEON NEAL/AFP)Grupo de manifestantes se deita em shopping de Londres para apoiar os protestos contra morte de negros por policiais brancos dos EUA (Foto: LEON NEAL/AFP)

 

Ao menos 40 pessoas foram detidas nesta quarta-feira (10) durante um protesto em torno de um shopping de Londres em apoio às manifestações nos Estados Unidos pela morte de homens negros por policiais brancos.

Segundo a polícia, as detenções ocorreram após manifestantes atacarem os guardas do shopping.

Os manifestantes carregavam cartazes com as frases 'As vidas dos negros não contam' ou 'Mãos ao Alto', em solidariedade aos protestos ocorridos nos Estados Unidos nas últimas semanas.

Um cartaz dizia 'Solidariedade com Ferguson', em referência ao subúrbio de Saint Louis onde um policial branco que matou o jovem negro desarmado Michael Brown foi absolvido por um grande juri.

Os manifestantes em Londres também gritaram a frase 'Não posso respirar', em alusão às últimas palavras de Eric Garner, o homem negro que morreu após ser agarrado pelo pescoço por um policial em Nova York.

 

Da France Presse

Siga-nos

Mais do Guiame