MENU

Mundo

Funcionários de hotel são acusados após morte de ex-miss em lua de mel

Funcionários de hotel são acusados após morte de ex-miss em lua de mel

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

Três funcionários de um hotel nas Ilhas Maurício, no Oceano Índico, foram acusados de envolvimento no assassinato da irlandesa Michaela McAreavey durante sua lua de mel.

A recém-casada, de 27 anos, foi encontrada estrangulada no banheiro de seu quarto no hotel Legends, na segunda-feira (10).

A morte chocou a Irlanda do Norte. A professora e ex-miss Michaela McAreavey era filha do técnico de futebol gaélico Mickey Harte, uma das figuras mais conhecidas do mundo esportivo irlandês, e seu viúvo John é jogador de futebol gaélico.

Segundo o inspetor de polícia Ranjit Jokho, logo antes do crime Michaela e seu marido estavam tomando chá, após usar a piscina do hotel.

Ela decidiu voltar ao quarto, a cerca de 50 metros de distância, para buscar algo, supostamente biscoitos.

Quando ela ainda não tinha voltado depois de 20 a 30 minutos, o marido decidiu ir procurar por ela e encontrou-a morta na banheira.

Chave magnética

Dois funcionários do hotel estão sendo acusados de assassinato, enquanto o terceiro é acusado de conspiração para assassinato.

As chaves magnéticas usadas para abrir a porta do quarto do hotel seriam uma prova fundamental no caso.

Segundo os policiais, alguém teria entrado no quarto usando uma chave magnética dois minutos antes de Michaela chegar. Nada teria sido roubado.

Homenagem

Na terça-feira, o pai de Michaela McAreavey, Mickey Harte, prestou uma homenagem à filha.

'Ela era uma filha maravilhosa. (...) Ela teve um dia incrível no seu casamento. Ela estava radiante - uma linda menina', disse Harte.

Os irmãos de Michaela e de seu marido John chegaram nesta quarta-feira às Ilhas Maurício para dar apoio ao viúvo e acompanhar as investigações e o julgamento dos acusados.    

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame