MENU

Mundo

Em votação apertada, Nicolás Maduro é eleito novo presidente da Venezuela

Nicolás Maduro é eleito novo presidente da Venezuela

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:08

Nicolás Maduro é eleito novo presidente da VenezuelaPor uma margem mais apertada do que qualquer pesquisa de opinião, e a maioria dos analistas independentes, poderia prever, o candidato chavista à Presidência da Venezuela, Nicolás Maduro, venceu as primeiras eleições do país na era pós-Chávez, de acordo com anúncio do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) na madrugada desta segunda-feira - fim da noite de domingo em Caracas.

Com 99% dos votos apurados, Maduro obteve 50,6% dos votos válidos, contra 49% de seu rival, Henrique Capriles Radonski, no resultado eleitoral mais positivo para a oposição desde 1999.

Após a divulgação dos resultados, diversas salvas de fogos foram ouvidas na abastada zona leste de Caracas, reduto da oposição.

Maduro recebeu 685 mil votos a menos do que o total obtido em outubro pelo então presidente Hugo Chávez - cuja morte em março provocou a nova votação - na eleição presidencial contra Capriles.

De acordo com o CNE, até o momento do anúncio, Maduro havia obtido pouco mais de 7,5 milhões votos e Capriles, cerca de 7,3 milhões.

O avanço de Capriles foi proporcional aos votos perdidos por Maduro - o opositor obteve 680 mil votos a mais desta dez do que em outubro.

Votaram na eleição deste domingo 78,71% dos quase 19 milhões de venezuelanos registrados, um percentual de comparecimento semelhante ao das eleições passadas.

Tensão

A demora do CNE em divulgar as estatísticas da votação gerou incertezas em relação ao andamento da apuração. O órgão não divulga boletins parciais, apenas resultados irreversíveis.

A presidente do conselho, Tibisay Lucena, havia dito que esperava divulgar os resultados cerca de três horas após o fechamento das urnas - o anúncio demorou mais de cinco horas para ser feito.

'Em vista desses resultados tão próximos, conversamos com os candidatos\', disse Lucena, referindo-se a uma prática do CNE em outras eleições.

'Esses são os resultados irreversíveis que o povo da Venezuela decidiu com este processo eleitoral.\'

Por volta das 20h30 (horário local), um comentário de Capriles no microblog Twitter deixou intrigados os jornalistas, ao sugerir irregularidades.

 


Continue lendo...

Siga-nos

Mais do Guiame