MENU

Mundo

Copiloto teria suspendido treinamento em 2008 por depressão

À imprensa europeia, amigos do copiloto teriam afirmado que ele sofreu depressão em 2008

Fonte: terra.com.brAtualizado: quinta-feira, 26 de março de 2015 19:30
Copiloto Andreas Lubitz
Copiloto Andreas Lubitz

A Lufthansa informou nesta quinta-feira que o copiloto Andreas Lubitz, suspeito de provocar deliberadamente a queda de um avião da Germanwings, unidade de baixo custo da companhia, foi aprovado em todas as avaliações necessárias para voar. Contudo, a empresa afirmou que Lubitz interrompeu o treinamento por vários meses, sem informar o motivo. De acordo com veículos da imprensa europeia, como Guardian e Daily Mail, a paralisação está relacionada à depressão.

De acordo com informações publicadas pelo Daily Mail, amigos do copiloto afirmaram que ele sofreu depressão em 2008, além de síndrome de burnout, um distúrbio psíquico precedido de esgotamento físico e mental, cuja causa está intimamente ligada à vida profissional.

O CEO da Lufthansa Carsten Spohr afirmou que interromper o treinamento não é incomum, mas não deu mais informações sobre o motivo. Segundo o CEO, a empresa escolhe seus tripulantes de forma muito cuidadosa e os submete a avaliações psicológicas.

"Não importa suas regulamentações de segurança, não importa quão alto é o seu nível de exigência, e nós temos padrões incrivelmente altos, não há forma de descartar um incidente desse tipo", afirmou Spohr.

 

 

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame