Palmeiras vibra com sua torcida: "Se não vai na técnica, vai na raça"

Palmeiras com muita raça.

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:08

Palmeiras vibra com sua torcida: "Se não vai na técnica, vai na raça"Quase sete mil torcedores pagaram ingresso neste domingo para ver o já classificado Palmeiras, cheio de reservas, diante do rebaixado Guarani. E a festa no Pacaembu ficou completa com a quinta vitória seguida, sendo uma goleada por 4 a 1 e mais uma demonstração de garra dos comandados de Gilson Kleina. O time já aprendeu: se não jogar bem, é necessário correr.

“Nosso time não é de estrelas, mas a cada jogo temos nos superado, com todos se abraçando para conseguir as vitórias. É isso que o torcedor pede: não precisa dar show, é só botar raça que todos ficam felizes”, constatou Ronny, autor do gol que fechou o dilatado placar, ainda nos acréscimos.

A lição é passada pelo treinador desde o começo da temporada, mas foi assimilada pelo elenco somente depois de perder por 6 a 2 para o Mirassol, jogo anterior à sequência atual de cinco triunfos. “Tem de superar, não tem jeito. Se não vai na técnica, vai na raça”, insistiu Kleina.

A união com as arquibancadas ficou clara neste fim de semana com aplausos mesmo após erros dos jogadores e vaia constante a cada vez que o adversário tocava na bola. “Eu disse a eles: o mesmo torcedor que vaia é o torcedor que aplaude, só depende da atitude deles em campo para trazer a torcida para o lado deles. O mérito é 100% desse grupo que realmente está se doando em campo”, elogiou o presidente Paulo Nobre.

E os jogadores já se cobram um empenho constante em campo para ter paz. “Estamos no caminho certo. Quando entramos em campo, nos doamos ao máximo porque o torcedor que vitória e espetáculo. Nem sempre podemos dar espetáculo, mas o que não pode faltar é raça”, falou Charles.


Continue lendo...

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame