Em noite de estréia de Kardek, tricolor joga bem e vence por 2 x 0

Em noite de estréia de Kardek, tricolor joga bem e vence por 2 x 0

Fonte: Globoesporte.comAtualizado: quinta-feira, 17 de julho de 2014 11:41
 (Foto: Vaner Casaes / Agência Estado)
(Foto: Vaner Casaes / Agência Estado)

spfcO Cruzeiro que se cuide: o São Paulo vem subindo e já colou na ponta do Brasileirão. No primeiro jogo do Campeonato Brasileiro após a Copa do Mundo, o Tricolor não teve muito trabalho para vencer o Bahia por 2 a 0, com gols de Rogério Ceni e de Alan Kardec, que disputou sua primeira partida oficial pelo clube (ele havia disputado amistoso contra o Orlando City, nos Estados Unidos, em junho). A vitória paulista poderia ser ainda mais tranquila, já que Rodrigo Caio teve um gol mal anulado pela arbitragem.
Com o triunfo, o Tricolor paulista chegou a 19 pontos, empatado com o Cruzeiro, que tem uma vitória a mais e ainda joga nesta quinta-feira, contra o Vitória, no Mineirão. Já o Bahia, à porta da zona de rebaixamento, segue com oito pontos, na 16ª posição. A equipe baiana não vence há sete partidas - são cinco derrotas consecutivas.
Na próxima rodada, os dois times jogam no sábado, às 18h30. No Morumbi, o São Paulo recebe a Chapecoense. Já o Bahia visita o Alético-MG, no Independência.

Fora de casa? São Paulo comanda e marca dois gols na Fonte Nova
Nem parecia que o São Paulo jogava fora de casa, que Alan Kardec fazia a sua estreia oficial, que Paulo Henrique Ganso é um jogador que perdeu a Copa do Mundo por viver má fase. Entrosado e fulminante, o Tricolor paulista comandou as ações nos 45 minutos iniciais e matou a partida com dois gols: um de Rogério Ceni, aos 12, convertendo pênalti cometido por Titi em Ademilson; e outro de Kardec, aos 19, após linda jogada coletiva da equipe - que incluiu passe genial de Ganso. Com um quarteto ofensivo afiado, o time de Muricy Ramalho dominou as ações e só levou susto em cobrança de falta de Léo Gago. Rhayner, com liberdade, puxou alguns contra-ataques, mas o Bahia teve muita dificuldade para se organizar em campo.

Gols anulados pela arbitragem e chance desperdiçada pelo Bahia
Com a receita da vitória nas mãos, o São Paulo voltou do intervalo jogando igual: com marcação sob pressão no campo de ataque e atacando pelas laterais. Um terceiro gol, então, era questão de tempo. Aos 17 minutos, Osvaldo explodiu a bola na trave e, no rebote, Rodrigo Caio estufou a rede para fazê-lo. De maneira equivocada, alegando impedimento, a arbitragem anulou o tento. Minutos depois, Léo Gago também teria o seu gol de cabeça invalidado, mas de forma correta - estava impedido. Rahyner, após passe de Barbio, até poderia ter diminuído o placar, mas Ceni pegou. A vitória ficou mesmo com quem merecia.

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame