Em casa, Santos leva a melhor pra cima do Palmeiras e vence por 2 x 0

Em casa, Santos leva a melhor pra cima do Palmeiras e vence por 2 x 0

Fonte: Globoesporte.comAtualizado: sexta-feira, 18 de julho de 2014 11:57
Bruno Uvini comemora seu gol contra o Palmeiras, o primeiro do Santos no jogo
Bruno Uvini comemora seu gol contra o Palmeiras, o primeiro do Santos no jogo

Bruno Uvini comemora seu gol contra o Palmeiras, o primeiro do Santos no jogoFazer gol em clássico é marcante para qualquer jogador. Quando é o primeiro da carreira, então, é para guardar para sempre. Foi isso o que o zagueiro Bruno Uvini e o volante Alison viveram na noite desta quinta-feira. Os dois, que nunca haviam marcado como profissionais, garantiram a vitória do Santos sobre o Palmeiras por 2 a 0, na Vila Belmiro, nesta quinta-feira à noite, pela 10ª rodada do Brasileirão. Com o fim do jejum, eles levaram o Peixe ao quinto lugar, com 17 pontos. O Palmeiras, com 13, é o 12º.
O jogo marcou a estreia do argentino Ricardo Gareca no comando do Palmeiras. Ele deve ter saído da Vila com a certeza de que terá bastante trabalho. A equipe teve atuação fraca, sem criatividade. Nem o uniforme em homenagem ao ex-goleiro Oberdan Cattani, falecido recentemente, inspirou os jogadores. O Santos soube se aproveitar: se não foi brilhante, ao menos foi eficiente, não correu riscos e garantiu a vitória com tranquilidade.
Na próxima rodada, as duas equipes voltam a campo no domingo. O Peixe visita o Fluminense, às 18h30, em Volta Redonda, enquanto o Verdão recebe o Cruzeiro, às 16h, no Pacaembu.

Pouca emoção na Vila
Os dois times tiveram tempo para treinar durante a parada para a Copa do Mundo, mas os primeiros 45 minutos deixaram a impressão que esse período não adiantou muita coisa. Foram vários os erros de passe e lances de pouca criatividade. Muito fechado, o Palmeiras sofreu com a produtividade nula de seu setor ofensivo. Até chute que saiu pela linha lateral teve. O Peixe ao menos mostrou disposição e abafou a equipe rival, com a posse de bola no campo de ataque. Bruno Uvini, de cabeça, em bola defensável para o goleiro Fabio, abriu o placar aos 23. Resultado justo para o único time que tentou atacar na etapa inicial.

Vitória definida
O segundo tempo foi praticamente igual ao primeiro: com o Santos ficando mais com a bola, buscando o ataque, e o Palmeiras recuado, sem oferecer qualquer perigo. Nem o gol de Marcelo Oliveira, corretamente anulado, aumentou o ímpeto da equipe, muito apática e com quase nenhuma efetividade na frente. O Peixe aproveitou e, com Alison aproveitando passe de Gabriel, aumentou a vantagem aos 23, fechando o placar na Vila Belmiro.

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame