Com Luis Fabiano, São Paulo vai com todas as forças contra o Galo

Tricolor vai com tudo pra cima do galo no confronto de hoje

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:07

 

Ney Franco conversa com Luis Fabiano em treino no Independência (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)Precisando vencer por dois gols de diferença, o São Paulo aposta tudo em Luis Fabiano diante de um Atlético-MG ainda imbatível no remodelado estádio Independência, nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América.
 
O "Fabuloso", como é chamado pela torcida são-paulina, ficou fora dos últimos quatro jogos do time no torneio por conta de uma suspensão. Volta no momento crucial, com o Tricolor em desvantagem, diante de uma vibrante torcida atleticana, que certamente vai lotar o “Gigante do Horto”.
Como a escalação de Osvaldo, destaque do São Paulo na temporada, ainda é incerta, por conta de uma lesão no quadril, a expectativa em torno de Luis Fabiano só aumenta, ainda mais depois de ele ter perdido um pênalti na semifinal do Paulistão contra o Corinthians, domingo passado.
 
- Tive uma conversa com o Luis Fabiano e quis lembrá-lo de alguns feitos dele no clube, os momentos de alegria com a torcida. O que é negativo está à tona. Ele tem um índice de gols muito alto vestindo a camisa do São Paulo. É a nossa grande esperança de gols para esse jogo e vai ter que assumir essa responsabilidade com todo o grupo. A conversa foi muito boa, e ele está disposto a dar uma guinada - disse o técnico Ney Franco, responsável por tentar levar o São Paulo a seu quarto título na Libertadores.
 
Já o Galo confia no incrível retrospecto no estádio Independência para seguir na luta por seu primeiro título na competição. Desde que o estádio foi reinaugurado, em abril de 2012, o Atlético-MG contabiliza 26 vitórias e sete empates. Além disso, não sabe o que é perder como mandante desde agosto de 2011 - já são 46 jogos.
 
Na primeira partida das oitavas de final, no Morumbi, o Galo venceu o primeiro duelo, por 2 a 1. Agora, pode até perder por 1 a 0, que, mesmo assim, estará nas quartas de final da Libertadores. Caso o São Paulo vença por 2 a 1, a vaga será decidida nos pênaltis. Vitória são-paulina por diferença de um gol, desde que marque três ou mais gols, dará a vaga ao Tricolor.
O uruguaio Roberto Silveira será o árbitro do confronto. Ele será auxiliado pelos também uruguaios Carlos Pastorino e Gabriel Popovits.
A TV Globo transmite a partida, ao vivo e em alta definição, para os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina (menos Joinville), Distrito Federal, Goiás, Maranhão (menos Balsas), Sergipe e Tocantins. O Sportv também exibe o jogo. O GLOBOESPORTE.COM, em Tempo Real, acompanha todas as emoções do confronto, a partir das 19h30m.
 
As escalações
 
Atlético-MG: Cuca vai aguardar até a última hora para definir se Leonardo Silva joga. Com fratura em um dos dedos da mão direita, o defensor é dúvida. Caso não reúna condições, Gilberto Silva, que atuou no jogo da ida, fará companhia a Réver. O Galo deverá entrar em campo com Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva (Gilberto Silva), Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Bernard, Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli; Jô.
São Paulo: como de costume, o técnico Ney Franco faz mistério para divulgar a formação inicial, mas não deve apresentar grandes novidades. O zagueiro Lúcio, expulso no primeiro jogo, dá lugar a Edson Silva. No ataque, Luis Fabiano volta, após cumprir os quatro jogos da suspensão imposta pela Conmebol. Aloísio, machucado, sai. Osvaldo se recuperou de dores no quadril e deve jogar. O time é o seguinte: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Wellington, Denilson, Jadson e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano.
 
Quem está fora
Atlético-MG: o meia Guilherme, com estiramento na coxa esquerda, é o único vetado.
São Paulo: os zagueiros Rhodolfo, com uma lesão na coxa esquerda, e Lúcio, que cumpre suspensão, não atuam. O atacante Aloísio, com um problema na coxa direita, é outro desfalque.
 
Fique de Olho
Atlético-MG: Diego Tardelli se encaixou como uma luva no time. Em 2013, tem provado que todo o esforço do clube em contratá-lo não foi em vão. Decisivo, o jogador fez o gol da vitória no primeiro jogo das oitavas e ainda não foi derrotado, desde que voltou do Catar, em fevereiro.
São Paulo: Luis Fabiano é a esperança de gols para o Tricolor ainda acreditar na classificação. A fase do centroavante não é das melhores, principalmente depois de ficar quatro partidas fora, mas ele ainda segue como o artilheiro da equipe na temporada, com 12 gols.
 
Diego Tardelli, atacante do Atlético-MG: “Estamos com uma vontade boa, mas temos que respeitar, nós conhecemos o São Paulo. Sei que tem um ou dois jogadores que não vão estar, mas tem que haver respeito. Não conquistamos nada ainda. Temos nosso fator fundamental, que é nossa torcida. E não perdemos há um ano nesse estadio. Envolve muita concentração”.
Ney Franco, técnico do São Paulo: “As duas atuações que tivemos contra o Atlético-MG, no Independência, são nosso ponto de referência, principalmente o segundo tempo do jogo da primeira fase. Temos condições de conseguir a classificação”.
 
 
Números e curiosidades
* O Atlético-MG segue invicto desde a reabertura do Independência. Desde a vitória sobre o Goiás, no dia 3 de maio de 2012, pela Copa do Brasil, o Galo disputou 32 jogos, com 25 vitórias e sete empates.
* Neste ano, o Galo tem 100% de aproveitamento no Independência, com nove vitórias em nove jogos, com 33 gols marcados e nove sofridos.
* Vencer a primeira partida nos play-offs de Libertadores é uma boa vantagem. Nas últimas sete edições, de 2006 para cá, em 57 oportunidades, o vencedor do jogo da ida se classificou para a sequência da competição, e, em apenas 14 vezes, o perdedor da primeira partida reverteu a situação e seguiu no torneio.
* Ao longo de toda a história, Atlético-MG e São Paulo já se enfrentaram 38 vezes em Belo Horizonte, com pequena vantagem do Galo. O Atlético-MG venceu 12 vezes, contra dez vitórias são-paulinas e 16 empates, com 48 gols marcados pelo São Paulo e 46 pelo Galo.
 
Último Confronto
Na última quinta-feira, dia 2 de maio, o Galo venceu o São Paulo, por 2 a 1, no Morumbi, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Mas foi o Tricolor que abriu o placar, com Jadson. Os mineiros viraram a partida com Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli, após a expulsão de Lúcio, ainda no primeiro tempo.
 
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame