Com 3 gols de Luciano, Corinthians vence Goiás por 5 x 2

Fonte: Globoesporte.comAtualizado: sexta-feira, 22 de agosto de 2014 11:29
Luciano comemora um de seus três gols na vitória sobre o Goiás
Luciano comemora um de seus três gols na vitória sobre o Goiás

Foi suado, brigado, sofrido: mas só até os 30 do segundo tempo. O Corinthians encontrou dificuldades na noite desta quinta-feira. Ficou atrás do placar duas vezes, mas não desistiu. À base de insistência, transformou angústia em goleada. Fez 5 a 2 sobre o Goiás na Arena em Itaquera, com três de Luciano, e encostou novamente na ponta do Campeonato Brasileiro. Com os outros gols marcados por Elias e Guerrero, o Timão superou os próprios erros, evitou o segundo tropeço consecutivo em casa (no último sábado, 1 a 1 com o Bahia) e correspondeu às expectativas da Fiel. Os esmeraldinos, por sua vez, acumularam a quarta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro.

Com um estilo de jogo baseado em contra-ataques e bolas paradas, Ricardo Drubscky confiou que levaria ao menos um ponto para Goiânia. Com o suporte das ótimas defesas de Renan, segurou o empate até os 32 minutos do segundo tempo, quando brilhou a estrela de Luciano: após perder dois gols “feitos”, o vice-artilheiro do Corinthians na temporada, agora com 11 gols, fez o terceiro, o quarto e o quinto do Alvinegro.

O público pagante foi de 26.486 pessoas, com renda de R$ 1.465.164,00.
Com 31 pontos, o Corinthians foi para a terceira colocação do Brasileirão – mesma pontuação do Internacional, que tem uma vitória a mais (oito contra sete). O Goiás, em queda livre, agora é o 11°, com 20.

Na próxima rodada, os dois times jogam no domingo. Em Porto Alegre, o Corinthians encara o Grêmio, às 16h. Já o Goiás recebe o líder Cruzeiro, às 18h30, no Serra Dourada.

O jogo
O Corinthians tem a melhor defesa do Campeonato Brasileiro, mas saiu perdendo justamente por um erro coletivo do setor. O volante David encontrou Thiago Mendes completamente livre, às costas dos zagueiros alvinegros, para abrir o placar com apenas 10 minutos de jogo. A reação da torcida foi imediata: mesmo longe de lotar o estádio, a Fiel não sentiu o gol sofrido e empurrou a equipe.

Jadson tinha nova atuação apática. Sem se entender com Renato Augusto, que era mais criativo, o camisa 10 precisou da bola parada para se redimir: em cobrança de escanteio, cruzou para Paolo Guerrero subir mais do que a zaga do Goiás e fazer o terceiro gol de cabeça consecutivo do Corinthians – Gil marcou os outros dois, na vitória por 1 a 0 sobre o Santos e no empate por 1 a 1 com o Bahia.

O time esmeraldino não sentiu o gol de empate e continuou apostando nos contra-ataques. A brecha encontrada no meio-campo corintiano, onde Elias avançava muito e deixava Ralf sozinho, era suficiente para ensaiar o segundo gol e deixar os torcedores da casa apreensivos.

O roteiro da etapa complementar só não seguiu à risca o da primeira metade do jogo por um milagre de Cássio, que defendeu chute muito forte de Bruno Mineiro logo no início. O Corinthians continuava abusando dos gols perdidos: presente na área adversária, criava muito e não dava paz ao goleiro Renan. Foi aí que o velho ditado do “quem não faz, leva” se fez presente: Jackson, em novo vacilo da defesa corintiana, desviou de cabeça para a rede de Cássio.

Apesar da revolta de Mano Menezes, que acabou expulso ao reclamar impedimento inexistente no lance do segundo gol esmeraldino, o Corinthians encontrou forças para reagir mais uma vez: Elias desviou chute de Renato Augusto, igualando o placar. Com postura ofensiva, o Timão apostou suas fichas na entrada de Lodeiro. Recuado, o Goiás garantia sua sobrevivência na partida graças a Renan, que vivia noite inspirada.

Foi aí que brilhou a estrela de Luciano. Depois de desperdiçar duas chances, o atacante, que entrou no lugar de Ángel Romero, infernizou a defesa do Goiás e desandou a balançar a rede. No primeiro, aos 32, estabeleceu a virada. No segundo, aos 39, transformou o sofrimento em alívio. No terceiro, aos 43, decretou a goleada, igualando-se a Romarinho na artilharia do Corinthians na temporada, com 11 gols.

Em êxtase, a Fiel festejou a vitória tirando sarro do maior rival:

- Você vai cair, Porco! - ironizando o Palmeiras, lanterna da competição.

 

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame